Brasiliense estreia com vitória sobre o Operário na Série D

GDF investe R$ 151 milhões para construir 33 creches e abrir 5,3 mil vagas
6 de maio de 2023
Dominante, Ceilândia goleia Iporá na estreia da Série D
6 de maio de 2023
Exibir tudo

Brasiliense estreia com vitória sobre o Operário na Série D

Com o placar de 2 x 0, Brasiliense ocupa a 2ª colocação do grupo nessa primeira rodada. Hernane Brocador e Bruno Cosendey marcaram os gols

 

André Gomes

06/05/2023 19:16, atualizado 06/05/2023 19:16

 

Jogando fora de casa, o Brasiliense começou bem a caminhada no Grupo A5 da Série D. A equipe enfrentou o Operário-MT, na tarde deste sábado (6/5), e saiu do Estádio Dito Souza com vitória. Hernane Brocador e Bruno Cosendey (outro estreante, vestindo pela primeira vez a camisa do Jacaré) anotaram os gols que decretaram o placar de 2 x 0 em um jogo bastante físico e de poucas oportunidades.

 

Com os três pontos conquistados, o Brasiliense ocupa a segunda colocação do grupo nessa primeira rodada. O segundo confronto será em casa, na Boca do Jacaré, contra o Anápolis, no próximo sábado (13/5), às 16h.

 

Jogo morno

 

Com a duas equipes muito modificadas em ralação aos times que terminaram os estaduais, o pouco entrosamento e a boa marcação deixaram o jogo muito físico e com poucas chances criadas. Jogando em casa, o Operário tomou a iniciativa e aos 3 minutos João Victor arriscou um chute que saiu pelo lado direito do gol.

 

A resposta do Jacaré foi com gol. Aos 8 minutos, Bruno Cosendey recebeu da direita e inverteu para Tobinha, que passou pela marcação e cruzou rasteiro para Hernane Brocador escorar e abrir o placar.

 

O gol não animou o jogo e o Operário conseguiu apenas mais uma finalização na primeira etapa. Aos 16 minutos, Paulo Victor chutou mascado dentro da área e Ravel ficou com a bola sem dificuldades.

 

Após os 44 minutos, o Brasiliense enfileirou três ótimas chances de ir com uma vantagem maior para o intervalo. Na primeira, Gustavo Henrique desviou por cima a cobrança de escanteio de Lila. Logo depois, Luquinhas fez uma jogada individual driblando quatro marcadores até entrar na área e bater na rede pelo lado de fora.

 

Aos 48 minutos, Luquinhas puxou um contragolpe rápido e tocou no vazio para a velocidade de Tobinha, que chegou cara a cara com Alencar e bateu de cavadinha por cima do gol.

 

Estreia com estrela

A segunda etapa foi ainda mais parada. O primeiro lance de perigo foi aos 13 minutos, com o segundo gol do Jacaré. Tobinha fez uma ótima jogada pela direita e cruzou para Hernene Brocador dentro da área, que dominou e rolou para Bruno Cosendey bater para o gol aberto.

 

Com dificuldades para entra na forte marcação do Brasiliense, o Operário arriscava chutes de longe. Aos 17 minutos, Adriano soltou o pé e isolou a batida.

 

Aos 28, Igor foi expulso e deixou o Jacaré com dez em campo. Mesmo assim, a equipe seguiu melhor no jogo e teve chances de ampliar o placar. Aos 31 minutos, Matheus Barboza puxou a marcação e tocou para Dandan, que ajeitou para Yuri Mamute, que bateu mal e a bola nem foi em direção ao gol. Seis minutos depois, Matheus Barboza chegou na parede da grande área e bateu cruzado pela linha de fundo.

 

O Operário se mantinha com os tiros de fora. Aos 36 minutos João Gabriel arriscou, mais uma vez sem sucesso. Aos 46, dentro da área, Marcão cabeceou à queima-roupa e Ravel fez uma ótima defesa. Na reposição, Matheus Barboza saiu mano a mano com Alex Alves e só parou na defesa de Alencar, que fechou o ângulo.

 

A última finalização da partida foi o Operário, com outro chute de longe, de Alysson Santos, que saiu pelo lado direito e decretou o placar que deu a vitória ao Jacaré.

 

OPERÁRIO 0 X 2 BRASILIENSE

Série D 2023 – fase de grupos – primeira rodada

6/5/2023, 16h – Estádio Dito Souza, Várzea Grande – MT

Árbitro: Jonathan Antero Silva – RO

A1: Adilson Rodrigues dos Santos – MT

A2: Eduardo Teodoro Rodrigues – MT

4º árbitro: Eleniel Benedito da Silva – MT

 

OPERÁRIO

Alencar; Igor Pupinski, Marcão, Alex Alves e Carlos Henrique (Alex Cícero); Paulinho (Dudu), Alysson Santos (Adriano) e Tássio; Marcílio (João Gabriel), João Vitor e Paulo Victor (Kauê)

Técnico: Garbardo Júnior

Gols:

Cartões amarelos: Tássio, Kauê, João Gabriel e Alex Alves

 

BRASILIENSE

Ravel; Andrezinho, Gustavo Henrique, Igor e Felipe Alves; Aldo, Lila e Bruno Cosendey (Dandan); Luquinhas (Matheus Barboza), Tobinha (Bahia) e Hernane Brocador (Yuri Mamute)

Técnico: Roberto Cavalo

Cartões amarelos: Hernane Brocador (8’ 1T), Bruno Cosendey (13’ 2T)

Cartões amarelos: Igor, Felipe Alves

Cartões vermelhos: Igor.

 

Fonte: www.metropoles.com/esportes