Veja quem são as vítimas do acidente com ônibus que matou 10 pessoas e deixou outras 40 feridas no interior de SP

Veja como funcionava esquema que levou à demissão de diretor do INSS
5 de julho de 2024
Homem executado perto do Aeroporto teria matado irmão do autor há 7 anos
6 de julho de 2024
Exibir tudo

Veja quem são as vítimas do acidente com ônibus que matou 10 pessoas e deixou outras 40 feridas no interior de SP

Veículo bateu em pilar de um viaduto no km 171 da SP-127 após, supostamente, ter apresentado pane mecânica. 10 pessoas morreram no local e outras 42 foram socorridas com ferimentos.

 

Por g1 Itapetininga e Região e TV TEM

05/07/2024 14h30  Atualizado há 2 horas

 

Pelo menos 10 pessoas morreram em um acidente com um ônibus no km 171 da Rodovia Francisco da Silva Pontes (SP-127), em Itapetininga (SP), na madrugada desta sexta-feira (5). Outras 43 ficaram feridas (veja o mapa do local do acidente abaixo).

 

Ao todo, 54 pessoas estavam no ônibus, que saiu de Itapeva (SP) com destino a Aparecida. As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Dr. Léo Orsi Bernardes (HLOB), em Itapetininga, e para o Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).

 

Ônibus bateu em pilastra na SP 127 em Itapetininga. — Foto: Mike Adas/TV TEM

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 15 pessoas precisaram ser retiradas das ferragens.

 

Veja quem são as vítimas:

 

Moacir Ferreira de Moraes, 73 anos;

Valdira De Souza Moraes;

Gilmar de Jesus Moraes, de 48 anos, trabalhador rural (filho de Valdira e Moacir Moraes);

Gilberto Moraes, de 42 anos (filho de Valdira e Moacir Moraes);

Vanessa Souza Moraes, 37 anos (esposa de Gilberto Moraes);

Tiago de Souza Moraes, de seis anos (filho de Gilberto e Vanessa Moraes);

José Carlos Bento e a esposa Edna Carvalho da Silva Bento;

Iolanda Maria de Oliveira;

Jessiele Rodrigues Rosa, 24 anos.

 

Vítimas, da esquerda para a direita, Moacir, Gilmar, Gilberto, Valdira e Tiago, Vanessa e Jessiele — Foto: Redes sociais/Reprodução

Vítimas, da esquerda para a direita, Moacir, Gilmar, Gilberto, Valdira e Tiago, Vanessa e Jessiele — Foto: Redes sociais/Reprodução

 

Outras vítimas que morreram na batida ainda não haviam sido identificadas até a última atualização desta reportagem.

 

43 ocupantes ficaram feridos. Conforme última atualização do HLOB, 11 passageiros estavam em estado estável e outras 32 com ferimentos leves. Duas vítimas foram levadas ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).

 

Ônibus bateu em pilastra na SP 127 em Itapetininga. — Foto: Mike Adas/TV TEM

Ônibus bateu em pilastra na SP 127 em Itapetininga. — Foto: Mike Adas/TV TEM

 

O acidente

 

Segundo a Polícia Civil, a primeira informação aponta que o volante do ônibus teria travado, o que teria feito o veículo sair da pista e bater contra um viaduto. A investigação será feita pelo 2º Distrito Policial de Itapetininga. Uma equipe da perícia também foi acionada.

 

O delegado assistente da Seccional de Itapetininga, Luís Henrique Nunes, informou que a polícia já instaurou um inquérito para investigar o caso e que ouvirá todos os envolvidos, assim como aguarda o resultado dos laudos da perícia. “Ao se juntarem todos esses documentos, acreditamos que o inquérito policial estará finalizado”, afirmou.

 

Policiais estiveram no Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB) para colher amostras de sangue do motorista para exames toxicológicos. A previsão é que os resultados fiquem prontos em até 30 dias. Ele segue internado, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

 

Acidente que deixou pelo menos 10 mortos será investigado pelo 2ºDP em Itapetininga. — Foto: Jamie Rafael/TV TEM

Acidente que deixou pelo menos 10 mortos será investigado pelo 2ºDP em Itapetininga. — Foto: Jamie Rafael/TV TEM

 

Conforme apurado pela TV TEM, os corpos das vítimas chegaram ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba durante a tarde, onde passarão por exame necroscópico. Ainda não há previsão de velório e enterro.

 

Viagem até Aparecida

 

O ônibus saiu da cidade de Itapeva, no interior de São Paulo, e tinha como destino a cidade de Aparecida. O veículo pertence a uma empresa de fretamento, a Onix Turismo.

 

Acidente com ônibus em rodovia de Itapetininga deixou pelo menos 10 mortos. — Foto: Mike Adas/TV TEM

Acidente com ônibus em rodovia de Itapetininga deixou pelo menos 10 mortos. — Foto: Mike Adas/TV TEM

 

Ao g1, a Onix, empresa responsável pelo ônibus, informou que o motorista é funcionário da empresa. Também disse que o veículo tem capacidade para 54 pessoas e foi fretado para realizar a viagem até Aparecida, saindo de Itapeva. Além disso, informou que aguarda laudos técnicos que devem confirmar a dinâmica do acidente.

 

Por telefone, a empresa também informou que o grupo costuma fazer a mesma viagem todos os anos e que todos se conheciam. Pelas redes sociais, a empresa manifestou pesar pelo ocorrido e informou que presta apoio aos afetados pelo acidente.

 

Acidente com ônibus em Itapetininga (SP) aconteceu no km 171 da SP-127 — Foto: Arte/g1

 

‘Tudo muito rápido’, diz sobrevivente

 

Uma das vítimas que sobreviveu ao acidente informou à TV TEM que tudo aconteceu muito rápido.

 

“Foi tudo muito rápido. O ônibus bateu no pilar e parou. Não dá nem pra entender como foi. Eu só senti o ônibus balançando, e minhas netas todas gritando ali. Só por Deus. Era pra ser um momento de lazer, mas virou tudo uma tragédia”, desabafa Edna Proença.

 

Edna Proença é uma das sobreviventes do acidente em Itapetininga (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

Edna Proença é uma das sobreviventes do acidente em Itapetininga (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

 

Edna disse também que seus três filhos e sua neta precisaram de atendimento. No entanto, nenhum deles teve ferimentos graves e todos permanecem sob observação no Hospital Dr. Léo Orsi Bernardes (HLOB), em Itapetininga.

 

Iraide Antunes de Carvalho Moraes, que é cunhada do organizador da excursão, Moacir Ferreira de Moraes, uma das vítimas do acidente, contou que ele organizava a viagem há pelo menos 40 anos.

 

“Ele era um dos líderes do bairro, é uma perda irreparável. Aqui no nosso bairro ficou vazio, vazio mesmo. Essa hora só Deus mesmo para confortar, porque não está sendo fácil”, afirma.