Operação da Polícia Militar na Cidade de Deus deixa seis mortos

Investimento de R$ 5,6 milhões leva nova rodoviária para a população do Itapoã
2 de julho de 2024
Saiba quem era influencer do DF morta após procedimento com biomédica
4 de julho de 2024
Exibir tudo

Operação da Polícia Militar na Cidade de Deus deixa seis mortos

Segundo a PM, os agentes fazem operação na comunidade para reprimir roubos de veículos e coibir as tentativas de expansão do domínio territorial do Comando Vermelho (CV).

 

Por Betinho Casas Novas, Alice Portes, TV Globo

03/07/2024 09h51  Atualizado há 2 horas

 

Seis pessoas morreram na manhã desta quarta-feira (3) durante uma operação da Polícia Militar na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. Agentes do equipes do 18°BPM (Jacarepaguá) estão na região desde o final da madrugada.

 

Os feridos foram levados dentro de um blindado da PM até o Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que os 6 já chegaram mortos na unidade de saúde. A PM ainda não informou em que circunstâncias eles foram baleados.

 

Segundo a PM, o comando do 18° BPM (Jacarepaguá) vai instaurar um procedimento para apurar as circunstâncias da ação. Ainda de acordo com a corporação, as câmeras corporais utilizadas pela guarnição estão à disposição do procedimento investigativo.

 

Um caveirão perto de uma caçamba incendiada

Um caveirão perto de uma caçamba incendiada — Foto: Márcia Foletto/Agência O Globo

 

Segundo os moradores, os mortos foram estavam em uma localidade conhecida como Rocinha 2.

 

Na entrada do hospital, familiares dos mortos se desesperavam ao ver os corpos saindo do Caveirão da PM.

 

Até agora, dois homens já foram identificados: Clayton Lemos, de 36 anos, e Yuri da Silva Galvão, de 27. Ambos tinham passagens por tráfico de drogas, roubo e porte ilegal de arma de fogo. Segundo a PM, os outros 4 estavam sem identificação.

 

Mulher entrou em desespero ao ver parente morto — Foto: Reprodução

Mulher entrou em desespero ao ver parente morto — Foto: Reprodução

 

Segundo a PM, os agentes buscavam reprimir roubos de veículos e coibir as tentativas de expansão do domínio territorial do Comando Vermelho (CV).

 

Em represália, traficantes que dominam a favela atearam fogo a barricadas e atiraram contra os PMs. Dois fuzis calibre 5.56, 4 pistolas, 3 rádios de comunicação e material entorpecente a ser contabilizado foram apreendidos.

 

Por segurança, a Clínica da Família (CF) Lourival Francisco de Oliveira e o Centro Municipal de Saúde (CMS) Hamilton Land suspenderam as visitas domiciliares.

 

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação (SME) informou que, na Cidade de Deus, 12 unidades escolares foram impactadas pela operação.

 

A Polícia Civil ainda não informou quem são os homens baleados e mortos.