Monte Roraima: tudo que você precisa saber antes de se aventurar pela região

Aniversariante do mês de outubro, Samambaia recebeu investimentos de R$ 211 milhões
5 de novembro de 2023
Saneamento do DF terá investimentos de mais de R$ 330 milhões
7 de novembro de 2023
Exibir tudo

Monte Roraima: tudo que você precisa saber antes de se aventurar pela região

Monte Roraima: tudo que você precisa saber antes de se aventurar pela região

 

Escrito porThaisi Carvalho
Atualizado em 16.03.23

 

Um dos destinos mais famosos para quem gosta de expedições e trilhas, o Monte Roraima chama a atenção de turistas do mundo todo. Localizado na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, o local é um destino cobiçado por quem busca se aventurar e merece entrar na lista de lugares lindos no Brasil. Confira, a seguir, tudo o que você precisa saber para ter uma experiência inesquecível.

 

Índice do conteúdo:

 

O que você precisa saber antes de ir ao Monte Roraima

 

Antes de ir ao Monte Roraima, é preciso saber como funciona a viagem até o local. O destino é um tepui – tipo de formação montanhosa comum no planalto das Guianas e que possui formato de mesa.

 

Como está localizado em três países, uma expedição para chegar ao ponto mais alto do Monte Roraima e conhecer as principais atrações costuma levar entre 7 a 10 dias. O trajeto a ser percorrido é de até 100 km, variando de acordo com os pontos turísticos visitados.

 

Precisa de guia?

 

É obrigatório ter um guia para conhecer o Monte Roraima, pois a visitação por conta própria é proibida. O profissional pode ser contratado por meio de agências brasileiras ou venezuelanas. Isso porque é possível chegar ao local atravessando a fronteira – a partir de Boa Vista, capital de Roraima – ou pela cidade de Santa Helena de Uairén, na Venezuela.

 

Também há a possibilidade de contratar um guia diretamente na Venezuela, sem o intermédio de agências. Contudo, para isso, é interessante pedir indicações de outras pessoas e pesquisar na internet. Em suma, todas as opções levam comida, barracas, carregador de lixo e banheiro e montam o acampamento. A principal diferença, no entanto, é que as agências do Brasil contam com guias brasileiros e incluem o deslocamento até a Venezuela.

onde fica o monte roraima

É preciso ter preparação física?

 

O trekking do Monte Roraima é de nível moderado, segundo a classificação de montanhismo, pois os roteiros podem ter cerca de 100 km de caminhada. Como os trechos são longos e desgastantes, com alteração de altitude, é interessante ter alguma preparação física antes de ir. Até porque os viajantes fazem o percurso com a mochila nas costas e dormem em barracas ao longo dos dias.

 

De todo modo, não é obrigatório ser montanhista, mas é relevante praticar exercícios físicos, caminhadas e academia. Além disso, pessoas sedentárias devem evitar o passeio, a não ser que iniciem algum tipo de preparação física com antecedência.

 

O que levar ao Monte Roraima?

 

Existem alguns itens que são indispensáveis para levar ao Monte Roraima, principalmente para fazer o trekking, ou seja, a trilha. É recomendado levar tênis impermeável, bota, uma roupa térmica e duas ou três calças de microfibra ou leggings que sejam boas para caminhar. Além disso, leve boné, touca, luva, roupas íntimas, chinelo, um casaco do tipo corta-vento e duas ou três opções de blusas de frio.

 

Também é muito importante levar, no mínimo, cinco pares de meias. Embora o calçado seja impermeável, elas tendem a molhar – e o uso dessa forma pode gerar feridas na pele, sendo ideal trocá-las. Outros itens também são fundamentais, como saco de dormir, bastão de trilha, lanterna, protetor solar, mochila cargueira, capa de chuva, repelente e produtos de higiene pessoal.

 

Quanto custa ir até o Monte Roraima?

 

Os valores para visitar o Monte Roraima mudam de acordo com o período da viagem e as atividades realizadas pelos turistas. Geralmente, as agências brasileiras possuem um custo maior: de R$ 3 mil até mais de R$ 7 mil.

 

As agências venezuelanas, por outro lado, cobram cerca de R$ 2 mil. Além disso, o valor pode ficar um pouco mais baixo diretamente com os guias venezuelanos – aproximadamente R$ 1.300, lembrando que o deslocamento para a Venezuela não estará incluso.

 

Quantos dias dura a visita?

 

Existem algumas opções de trekking para o Monte Roraima. Todavia, as mais comuns são trilhas de 7 dias – com 4 dias de caminhada para ir e voltar e 3 dias no topo do monte. Contudo, também existem pacotes de 9 a 12 dias, que permitem ao viajante passar mais tempo no topo e conhecer as atrações mais distantes.

 

Como são os acampamentos no Monte Roraima?

 

Ao longo do percurso da trilha, o acampamento é feito nas barracas, que são montadas perto dos rios. Entretanto, quando os viajantes chegam ao topo do Monte Roraima, a hospedagem ocorre nos hotéis.

 

Esse é o nome dos abrigos que são feitos nas cavernas ou grutas, onde ficam as barracas, para que os turistas consigam se proteger do vento, da chuva e, sobretudo, da queda de temperatura. Existem hotéis que comportam poucas barracas e outros que podem abrigar dezenas delas.

 

Agora que você já sabe como organizar e planejar a sua viagem para o Monte Roraima, com certeza, a sua expedição será uma experiência única. Nas próximas linhas, veja mais detalhes sobre o trajeto até o local.

 

Onde fica o Monte Roraima

 

O Monte Roraima está localizado na América do Sul, na fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela. É o sétimo pico mais alto do território brasileiro, chegando a cerca de 2740 m. Vale ressaltar que aproximadamente 85% do monte fica na Venezuela, onde também está o topo da montanha: a Pedra Maverick, que possui 2875 m.

 

 

Como chegar ao Monte Roraima

 

Partindo do Brasil, o primeiro passo é viajar até Boa Vista, capital de Roraima. Em seguida, é preciso ir até a cidade venezuelana de Santa Helena de Uairén, ponto de partida para as expedições ao Monte Roraima.

 

É possível fazer o trajeto de avião até o Aeroporto Internacional de Boa Vista – Atlas Brasil Cantanhede (BVB), que recebe voos diretos de outras capitais brasileiras, como Manaus e Brasília. O aeroporto fica a 3,5 km do centro da cidade, onde os turistas podem se hospedar caso seja necessário passar uma noite na capital.

 

Depois, o trajeto entre Boa Vista e Santa Helena de Uairén possui 230 km e demora cerca de 3 horas. Geralmente, ele já está incluso no pacote fechado com agências brasileiras. Contudo, é importante ressaltar que o tempo pode ser maior, pois os turistas param na fronteira venezuelana para exibir os documentos.

 

Vale lembrar que não é necessário ter passaporte para entrar na Venezuela – o país aceita o RG com menos de 10 anos de expedição. Porém, os turistas devem ter em mãos um comprovante de vacinação contra a febre amarela e a Covid-19. Não é obrigatório fazer seguro-viagem.

 

Como funciona a subida ao Monte Roraima

 

O trekking é a trilha que leva ao topo do Monte Roraima. Os viajantes saem de Santa Helena de Uairén com o objetivo de chegar ao ponto mais alto do monte, onde é possível visitar atrações famosas, como o La Ventana e a Tríplice Fronteira.

 

Embora tenha algumas subidas e rios, a maior parte do caminho é plana. São 10 km de caminhada por dia, em média, com paradas para descanso. A etapa final, por outro lado, tem 4 km de uma subida íngreme, por uma trilha no meio da mata.

 

Ao longo do trajeto, as condições variam: inicialmente, o clima é mais quente e ensolarado. Porém, do meio para o topo do monte, as condições ficam mais difíceis, com chuva, frio e vento. O mesmo ocorre com os acampamentos: no início do trekking, são feitos em barracas montadas perto dos rios. Já no cume da montanha, os abrigos ficam dentro das cavernas ou grutas, para que haja uma proteção contra o frio, o vento e, sobretudo, a chuva.

 

O que ver no Monte Roraima para guardar na memória para sempre

 

O Monte Roraima conta com algumas atrações surpreendentemente belas. Confira, a seguir, mais detalhes sobre cada uma delas e inclua-as em seu roteiro.

 

  1. Mirante La Ventana

 

O Mirante La Ventana é um dos pontos turísticos mais famosos entre os turistas, pois ele une cascatas enormes com a Floresta Amazônica, dando uma sensação de imensidão da natureza. É possível chegar ao local com a expedição mais comum, que leva ao topo do monte.

 

  1. Los Jacuzzis

Conhecidas como “Los Jacuzzis”, essas piscinas naturais são cercadas por formações rochosas, com águas cristalinas, mas extremamente geladas. Os viajantes podem entrar e registrar a beleza imensa do lugar.

 

  1. Tríplice Fronteira

Ponto que marca a fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela, a Tríplice Fronteira é uma das atrações mais visitadas pelos turistas. Localizado sobre um chão de pedras, o marco oferece uma vista incrível para os viajantes, mas também pode surpreender pela neblina.

 

  1. El Fosso

Formada por uma imensa parede redonda que desce 6 m abaixo do solo, essa piscina chama a atenção dos visitantes por causa de sua profundidade. É possível descer até o poço, mas o passeio não faz parte das expedições.

 

  1. Pedra Maverick

A Pedra Maverick representa o ponto mais alto do Monte Roraima, com 2.875 m de altitude. Certamente, é um dos pontos turísticos mais disputados entre os viajantes que chegam até o topo da montanha.

 

  1. Vale dos Cristais

Como o próprio nome diz, essa atração é repleta de pequenos cristais no chão. No Vale dos Cristais, é possível encontrar milhares dessas pedras preciosas em diversos formatos e até mesmo coladas em rochas. Assim, os viajantes podem pegar os cristais nas mãos e tirar belíssimas fotos.

 

  1. Abismo

Esse mirante chamado de “Abismo”, cuja vista é voltada para o lado da Guiana, oferece uma das imagens mais impressionantes do Monte Roraima. Ele fica localizado próximo do Mirante La Ventana.

 

Além dessas atrações, o Monte Roraima conta com outros pontos turísticos que também oferecem lindas vistas e paisagens surpreendentemente belas. Continue a leitura para saber qual é o melhor momento do ano para fazer essa viagem.

 

Qual a melhor época para ir ao Monte Roraima?

 

O clima do Monte Roraima é tropical quente e úmido, com temperaturas entre 24 ºC e 26 ºC. Muitas pessoas preferem fazer a viagem entre setembro e março, período menos chuvoso do ano, que registra altas temperaturas de dia e pode chegar a uma sensação térmica negativa durante a noite. Porém, como o clima no topo do monte é instável, não há como fazer previsões, independentemente da estação.

 

Assim, entre os meses de abril e agosto, quando menos pessoas vão, os turistas podem encontrar acampamentos mais vazios, principalmente no topo. Por outro lado, a chuva pode dificultar a trilha.

 

clima no Monte Roraima

 

Janeiro: calor ameno (17 ºC a 24 ºC), pouca chuva, alta temporada;

Fevereiro: calor ameno (17 ºC a 25 ºC), pouca chuva, alta temporada;

Março: calor (17 ºC a 26 ºC), pouca chuva, alta temporada;

Abril: calor ameno (18 ºC a 26 ºC), pouca chuva, média temporada;

Maio: frio ameno (17 ºC a 25 ºC), muita chuva, baixa temporada;

Junho: frio (16 ºC a 24 ºC), muita chuva, baixa temporada;

Julho: frio (16 ºC a 24 ºC), muita chuva, baixa temporada;

Agosto: frio (16 ºC a 25 ºC), muita chuva, baixa temporada;

Setembro: calor (18 ºC a 26 ºC), média chuva, média temporada;

Outubro: calor (18 ºC a 26 ºC), média chuva, alta temporada;

Novembro: calor (18 ºC a 26 ºC), média chuva, alta temporada;

Dezembro: calor ameno (17 ºC a 24 ºC), pouca chuva, alta temporada.

 

Com essas informações, você poderá escolher a melhor época do ano para visitar o Monte Roraima.

 

Vídeos sobre o Monte Roraima para saber mais sobre o destino

 

Antes de arrumar suas malas para visitar o Monte Roraima, confira alguns vídeos com curiosidades e, principalmente, mais informações sobre o local.

 

Uma trilha repleta de aventuras no Monte Roraima

 

 

No canal “Tô Longe de Casa”, é possível ver detalhes sobre uma trilha de 6 dias no Monte Roraima. O vídeo exibe os destaques mais importantes de cada dia da expedição, como a distância percorrida, o tempo de caminhada e, sobretudo, as principais dificuldades no caminho. São paisagens incríveis!

 

Casal faz trekking inesquecível em Monte Roraima

 

 

Por outro lado, o casal do canal “Ih, Mochilei!” também fez uma expedição ao Monte Roraima. Nesse vídeo, Gustavo Amaral e Rita Castro relatam o passo a passo para fazer essa viagem. Desde o momento da entrada na Venezuela até os acontecimentos da cada dia da expedição, incluindo banho, alimentação, acampamento e pontos turísticos. Saiba tudo sobre o trekking realizado por eles!

 

Expedição de 10 dias no Monte Roraima

 

 

Por fim, nesse vídeo de Samuca Barros, é possível ver um resumo de uma expedição de 10 dias no Monte Roraima. O material oferece uma visão bastante completa da expedição, mesclando fotos e vídeos. Além disso, o autor inclui detalhes sobre horários, distância, clima e as atrações encontradas no caminho.

 

Gostou de conhecer mais sobre as belezas do Monte Roraima? Se você busca destinos cheios de aventuras, veja também este guia completo para visitar o Salto Ángel, a maior cachoeira do mundo!

 

Fonte: www.viajali.com.br/monte-roraima