Aniversariante do mês de outubro, Samambaia recebeu investimentos de R$ 211 milhões

Distrito Federal tem ex-comandante da PM e ex-diretor da PCDF presos
4 de novembro de 2023
Monte Roraima: tudo que você precisa saber antes de se aventurar pela região
6 de novembro de 2023
Exibir tudo

Aniversariante do mês de outubro, Samambaia recebeu investimentos de R$ 211 milhões

Com melhorias em áreas como educação, saúde, esporte e lazer implantadas nesta gestão, a segunda maior cidade do Distrito Federal comemora 34 anos

 

Josiane Borges, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

A Região Administrativa de Samambaia comemorou 34 anos nesta quarta-feira (25) e pouco lembra a cidade de seu início. Um cerrado com poucas casas, muita poeira e uma infraestrutura precária foi se transformando ao longo dos anos em uma cidade urbanizada, organizada e com um comércio pujante. O tradicional corte do bolo está marcado para as 11h, encerrando os seis dias de festa de aniversário da cidade.

 

Criada em 1989 para abrigar famílias originárias de invasões, um dos grandes problemas da capital federal na época, a cidade se tornou a 12ª região administrativa do DF. O crescimento veio junto ao sonho e a esperança daqueles que chegavam e acreditavam no progresso.

 

Samambaia ganhou força e hoje é a segunda região administrativa mais populosa do DF, com 247.629 moradores | Fotos: Tony Oliveira/ Agência Brasília

 

A dona de casa Maria do Rosário, 62 anos, relembra o início. “Há 34 anos que moro aqui. Quando chegamos, só havia mato. O caminhão de mudança que nos trouxe na época chegou com os móveis e as tábuas para fazermos o barraco, e assim fomos ficando. A água, pegávamos em chafariz. Havia muito barro e muita lama, mas era uma alegria tremenda estar saindo do aluguel. Só tenho a agradecer. Lutamos muito por asfalto, mas as conquistas foram chegando. Hoje é uma cidade bonita e bem-planejada. É uma alegria morar aqui”, afirma a moradora.

 

Samambaia ganhou força e hoje é a segunda região administrativa mais populosa do DF, com 247.629 moradores, de acordo com dados do Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF). O número, o que representa 8,22% do total de habitantes do quadradinho.

 

Franklin Cardoso se orgulha de Samambaia, onde mora há 31 anos: “A cidade cresceu, o comércio se desenvolveu e o morador consegue ser bem-atendido”

 

Morando há 31 anos em Samambaia, o servidor público federal Franklin Cardoso, 43 anos, destaca a quantidade de novos condomínios verticais, que têm transformado a cara da região. “Samambaia sempre teve muito espaço, e souberam aproveitar. Conseguiram criar uma estrutura tão boa que alguns amigos já me disseram que eu moro na nova Águas Claras, devido à quantidade de prédios. A cidade cresceu, o comércio se desenvolveu e o morador consegue ser bem-atendido. As pessoas conseguem ter acesso ao lazer e à qualidade de vida”, comenta.

 

Investimentos do GDF

 

Nos últimos anos, o Governo do Distrito Federal (GDF) investiu mais de R$ 211 milhões em educação, saúde, infraestrutura, esporte e lazer em Samambaia. Desde 2019, somente na educação, foram investidos R$ 65 milhões para a reconstrução de escolas antigas, manutenção das existentes e criação de novas unidades.

 

A cidade ganhou quatro centros de educação de primeira infância (Cepis) e obras de reconstrução da Escola Classe 425, com um investimento de R$ 9,6 milhões, além da criação da Escola Classe 408, com o total de R$ 1,2 milhão aportado. Também foram feitas melhorias nas escolas classe 411, 427 e 312, que incluíram a cobertura das quadras poliesportivas para conforto dos alunos.

 

“Na área da educação, temos uma boa parceria com a regional de ensino. Estamos aguardando apenas a liberação do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação] para iniciar as obras nas escolas classes 415 e 410. Além disso, a creche da Quadra 217 teve a obra iniciada”, ressalta o administrador regional de Samambaia, Marcos Leite. O Cepi 217 conta com um investimento de R$ 6,5 milhões.

 

As obras de infraestrutura estão trazendo mobilidade e qualidade de vida para os moradores, com novas calçadas, iluminação, espaços para a prática de esporte e lazer para as crianças, e até mesmo para os animais domésticos. “Investimos R$ 2 milhões na melhoria da iluminação, e 40% da cidade já teve a troca das lâmpadas convencionais por LED. Reformamos mais de 6,5 mil metros de calçadas, um aporte de R$ 1,1 milhão, e já estamos mapeando outros calçamentos para reforma. Três campos sintéticos, 14 quadras esportivas, duas praças e 34 parquinhos infantis também passaram por melhorias”, enumera o administrador. Recentemente, a cidade ganhou um parque para a diversão dos pets.

 

 

Localizado na Quadra 803, o novo Restaurante Comunitário de Samambaia deve servir 5 mil refeições diariamente

Outro grande empreendimento na região é a construção do novo Restaurante Comunitário, na Quadra 833, no Setor de Expansão, conhecido como Portelinha ADE Oeste, área nova e mais vulnerável da cidade. Com um investimento de R$ 7,5 milhões, quando concluído, o espaço oferecerá café da manhã, almoço e jantar de segunda a domingo e feriados, ao custo de R$ 2 (as três refeições). A previsão é que sejam servidas mais de 5 mil refeições diárias.

 

Projetos futuros

 

Os projetos para a cidade não param. Entre os investimentos para a região, está a expansão da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), que prevê a extensão da via em 3,6 km a partir do atual Terminal Samambaia. O valor estimado da contratação é de R$ 343,7 milhões.

 

Outra importante iniciativa é a construção da unidade de saúde Santa Casa de Misericórdia. O espaço dedicado a cuidar dos mais necessitados deve ganhar uma sede em Samambaia, e o GDF está em tratativas para ceder uma área à entidade.