Lago Norte completa 64 anos com regularizações e qualidade de vida

DF se torna pioneiro com mulheres comandando PMDF e Corpo de Bombeiros
12 de janeiro de 2024
Nova subestação de energia garante eficiência ao Hospital de Planaltina
13 de janeiro de 2024
Exibir tudo

Lago Norte completa 64 anos com regularizações e qualidade de vida

Região, que oferece convívio com a natureza aos moradores, tem recebido investimentos importantes do GDF; para este ano, uma nova creche será construída no Taquari

 

Jak Spies, da Agência Brasília | Edição: Vinicius Nader

 

O Lago Norte completa 64 anos nesta quarta-feira (10). A região administrativa (RA), que ocupa uma área de 7.549,17 hectares, recebeu diversos avanços no último ano, contando com novas calçadas, iluminação de LED e quadras de esporte, além de uma nova creche programada para este ano.

 

Com o crescimento da área rural e do Setor Taquari, atualmente a população do Lago Norte é estimada em carca de 50 mil habitantes. “É uma cidade muito boa de se morar, se adequa com a proximidade do comércio, mas também tem uma zona rural ativa, parques, uma cachoeira e 110 nascentes cadastradas. É uma região urbana e ao mesmo tempo bem rural”, afirma o administrador do Lago Norte, Marcelo Ferreira.

 

Composta por cinco setores, a RA do Lago Norte tem áreas rurais e urbanas | Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

 

A RA é composta por cinco setores: Setor de Mansões do Lago Norte (SMLN), Centro de Atividades – onde se concentra a maior parte comercial da região -, Taquari,  Península – dividido em quadras de lago (QL) e internas (QI) –  e Núcleo Rural, de chácaras remanescentes.

 

Regularizações

 

Em 2023, várias regularizações foram promovidas na região, como as assinaturas do termo de compromisso de regularização do Capoeira do Bálsamo e do termo de compromisso da Associação dos Produtores Rurais do (Aspalha) e da Associação dos Chacareiros do Córrego Jerivá (Ascaje) com a Terracap.

 

Além disso, também chegou à região, especificamente ao Núcleo Rural do Bálsamo, o programa Água Legal – uma iniciativa do Governo do Distrito Federal (GDF) que substitui os “gatos” por hidrômetros. O abastecimento de água na RA é realizado pelos reservatórios do Torto, Santa Maria, Bananal e Lago Paranoá.

 

As bacias de contenção de águas pluviais nas bordas da pista próximo à QI 12 foram eliminadas e foi feito um paisagismo no canteiro central da cidade, além da reinstalação do recipiente para descarte de vidros (papa-vidro) no Taquari, com investimento de R$ 53 mil do Serviço de Limpeza Urbana (SLU).

 

No último ano, também foram entregues maquinários e crédito a produtores rurais no Núcleo Rural Vale do Palha, com um investimento de R$ 2,6 milhões, provindos das emendas da vice-governadora Celina Leão (R$ 322 mil) e do ex-deputado Valdelino Barcelos (R$ 1,9 milhões).

 

Obras e investimentos

 

Em parceria com a Companhia Energética de Brasília (CEB Ipes), a Administração Regional do Lago Norte iniciou a substituição das antigas luminárias HID por modernas lâmpadas de LED. Mais de 800 delas já foram instaladas nas áreas QI e QL 2, e a substituição se estendeu para as áreas QI e QL 4, 6 e 8 em outubro. Foi um investimento de R$ 3 milhões, e cerca de 40% da cidade já contam com a nova iluminação.

 

Uma nova calçada liga a Estrada Parque Península Norte (EPPN) ao Hospital Sarah Kubitschek, com investimento de R$ 37 mil

 

Na área de acessibilidade, foi construída uma nova calçada que conecta a Estrada Parque Península Norte (EPPN) ao Hospital Sarah Kubitschek, com investimento de R$ 37 mil do GDF. Calçadas também foram feitas na QI 16 e na Cepi Gavião pela Novacap, além de um recapeamento da EPPN/DF-009 executado por equipes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER).

 

Também foram instalados quebra-molas e faixas de pedestres na avenida do CA, próximo ao Colégio do Sol, asfalto em frente à escola no Capoeira do Bálsamo – obra feita pela Terracap e pela Novacap – e na pista de 700 m no Parque das Garças.

 

Esporte e lazer

 

Para quem gosta de esporte, foram instaladas pistas de skate na QI 1, uma estação de musculação pública no CA 10 e um campo society no Taquari, no qual foram investidos R$ 840 mil. O campo possui painéis solares e foi construído em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer (SEL-DF).

 

Lucas Marques de Castro: “Nós moramos aqui e queremos ser lembrados por viver em uma cidade bonita”

 

O personal trainer Lucas Marques de Castro, 29 anos, utiliza a área de lazer para jogos e também para treinos de alta performance. Para o jovem, ter um espaço público para a comunidade usufruir é essencial. “Vai ser muito bom, principalmente por eles serem de graça, qualquer um pode jogar. Com a pandemia as pessoas ficaram muito tempo em casa. Vai ser bem interessante tirar a galera um pouquinho de casa”, destaca.

 

Morador do Lago Norte, ele ressalta que a região é uma área tranquila e segura. “Estou vendo que estão melhorando muitas coisas. E isso é muito gratificante, porque nós moramos aqui e queremos ser lembrados por [viver em] uma cidade bonita”, finaliza.

 

 

Nova creche

 

Para 2024 estão previstas mais obras, em especial na Península, com calçadas e troca das lâmpadas por iluminação de LED. O recapeamento da EPPN também está previsto para este ano, assim como a entrega da creche Taquari, que já está com o processo de início de obra liberado e conta com um investimento de R$ 6,5 milhões do GDF.

 

Os recursos são da Secretaria de Educação (SEEDF), e o extrato de contrato da execução da obra foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) em 31 de outubro de 2023.

 

Histórico da região

 

A RA foi criada oficialmente pela lei nº 641, de 10 de janeiro de 1994. Até então, o Lago Norte estava vinculado ao Plano Piloto. O Lago Norte envolve também o Setor Habitacional Taquari, o Centro de Atividade e os Núcleos Rurais Remanescentes, como o Núcleo Rural do Córrego do Torto, Núcleo Rural do Córrego Jerivá e Núcleo Rural do Córrego do Urubu.

 

O nome original da cidade era Península Norte, mas, como havia Lago Sul, logo surgiu uma denominação equivalente, assim como Asa Sul e Asa Norte. É uma península banhada pelo Lago Paranoá, lago artificial criado para amenizar o clima seco da região.

 

A cidade conta com dois shoppings, 17 zonas rurais e três parques: os vivenciais 1 e 2 e o Parque das Garças. A região tem, ainda, uma orla do Lago Paranoá com diversos pontos de prática de esporte e lazer, além de um espaço turístico com a Torre de TV Digital, com projeto de Oscar Niemeyer.