Irmãos separados por adoção se reencontram após 10 anos

Projeto de Lei quer impedir maus-tratos aos animais de rua em condomínios
7 de abril de 2024
Nova marginal na BR-040 vai beneficiar 100 mil motoristas
8 de abril de 2024
Exibir tudo

Irmãos separados por adoção se reencontram após 10 anos

Reencontro aconteceu por acaso

 

Publicado domingo, 07 de abril de 2024 às 15:28 h | Autor: Da Redação

 

Os irmãos João Vitor e Gabriel, adotados por famílias diferentes na infância, se reencontraram após 10 anos, por acaso, em uma sala de aula, na cidade de Indaiatuba, no interior de São Paulo.

 

Os jovens, que agora têm 15 e 17 anos, moraram por um tempo em um orfanato com outros dois irmãos, deixados pela avó, e perderam contato após as adoções, segundo reportagem da emissora EPTV.

 

Em entrevista à emissora, Gabriel contou que eles ficaram pouco tempo no orfanato. Ele foi morar com a antiga madrinha e pensou que a avó ou os pais fossem buscá-lo em algum momento. O adolescente disse que pediu para voltar ao orfanato a fim de tentar reencontrar os irmãos, mas não teve sucesso e desistiu.

 

Já João, que tinha apenas 3 anos quando foi adotado por outra família em 2014, pensou que Gabriel estivesse bem distante. “Eu pensei na minha cabeça que ele tinha ido morar fora do país”, disse na entrevista.

 

No entanto, de acordo com a EPTV, os dois moravam em lados opostos de Indaiatuba, cidade que fica na Região Metropolitana de Campinas, e se reencontraram em um programa que prepara jovens para o mercado de trabalho.

 

Foi durante uma aula na qual Gabriel foi contar as experiências que tem como eletricista, profissão conquistada por meio do projeto, que João o reconheceu, na plateia.

 

João Vitor e Gabriel se reencontraram em uma sala de aula

João Vitor e Gabriel se reencontraram em uma sala de aula – Foto: Reprodução | EPTV

 

“Quando ele [Gabriel] entrou na sala, todo mundo começou a falar. Todo mundo mesmo, literalmente. Daí ele começou a olhar para mim, e eu para ele. E o povo começou a falar baixinho que a gente se parecia muito, muito mesmo”, contou João.

 

Ele disse ainda que João dividiu com o professor a sua desconfiança. Depois foi confirmado o parentesco, e os irmãos combinaram de se encontrar em um shopping da cidade.

 

“Eu comecei a puxar assunto, para a gente lembrar um pouquinho da nossa história, e saber o futuro”, disse João. Hoje, eles são vizinhos, encontram-se diariamente e mantêm contato com os outros dois irmãos.

 

Reprodução | EPTV