EBC de Lula contrata influenciador da Mynd8, amigo de Janja, com salário de R$18 mil

UBS 6 de Santa Maria ganha unidade de apoio para 8 mil atendimentos mensais
11 de janeiro de 2024
Estrutura é a primeira inaugurada pelo GDF em 2024; no ano passado, 22 gramados artificiais foram reformados ou construídos
12 de janeiro de 2024
Exibir tudo

EBC de Lula contrata influenciador da Mynd8, amigo de Janja, com salário de R$18 mil

EBC de Lula contrata influenciador da Mynd8, amigo de Janja, com salário de R$18 mil

 

Por Camila Abrão

10/01/2024 17:46

 

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) contratou o influenciador Murilo Ribeiro Pereira, conhecido como “Muka” nas redes sociais, para trabalhar na estatal com salário de R$ 17,8 mil. A nomeação em cargo comissionado ocorreu em setembro de 2023. Agenciado pela Mynd8, “Muka” é amigo da primeira-dama, Rosangela da Silva, a Janja.

 

Entre os agenciados pela empresa estão as páginas Garoto do Blog e Alfinetadas dos Famosos, apontados por influenciadores digitais, como Daniel Penin, como os responsáveis por distribuir, junto com o perfil Choquei, conteúdo falso que teria levado Jéssica Vitória Canedo, 22 anos, a cometer suicídio (entenda o caso aqui).

 

Após a repercussão do Caso Jéssica, a Mynd8 afirmou que não interfere nos conteúdos publicados por seus agenciados. A empresa disse estar “sofrendo inúmeros ataques organizados e sistemáticos de ódio, mentiras e divulgação de fake news”.

 

Murilo Ribeiro Pereira assumiu o cargo de gerente de pauta no setor de variedades da EBC, no Rio de Janeiro, sob responsabilidade da diretoria de programação.

 

A informação sobre a contratação de “Muka” foi divulgada inicialmente pela coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo. A nomeação foi assinada pelo novo presidente da EBC, Jeansley Charlles de Lima, que assumiu o comando da estatal em dezembro, após o jornalista Hélio Doyle ser demitido do cargo por declarações críticas a Israel.

 

Nas redes sociais, o influenciador divulgou a “novidade” minutos antes da publicação da reportagem pelo Globo. “Há tempos queria dividir com vocês essa notícia, mas não podia! O platinado aqui tá de volta pra TV. Em breve, vocês vão poder me ver na TV Brasil. Sim, eu tô voltando pra casa!!! Vou dar as caras no novo #SemCensura (mas não posso dar detalhes). E tem mais!!!”, afirmou no X.

 

Janja comentou na publicação parabenizando “Muka”: “Ahhhhhhh que notícia maravilhosa!!! Parabéns, Amigo. Sucesso”. Com 245 mil seguidores nas redes sociais, Murilo Ribeiro Pereira comenta sobre reality shows no “space”, a ferramenta de transmissão de áudio ao vivo da rede social X. O “Space do Muka” reúne milhares de ouvintes diários.

 

O influenciador Murilo Ribeiro, conhecido como “Muka”, e a primeira-dama, Janja.| Foto: Reprodução/Instagram/Murilo Ribeiro “Muka”.

 

“Muka” diz que amizade com Janja não influenciou contratação na EBC

 

Murilo Pereira já participou de encontros organizados pela primeira-dama com influenciadores. A função atualmente ocupada por ele na EBC já foi desempenhada pelo publicitário Jeferson Monteiro, criador da paródia “Dilma Bolada”. Monteiro foi exonerado em agosto. Ao jornal O Globo, “Muka” disse que Janja não influenciou sua contratação na EBC.

 

Murilo atuou por duas décadas na extinta TV Escola, vinculada ao Ministério da Educação, segundo ele, essa experiência contou para sua contratação pela EBC. O influenciador destacou que a nova função na estatal não foi divulgada nas redes sociais como parte da estratégia de lançamento de duas atrações na TV Brasil.

 

Um dos programas será semelhante ao “Space do Muka”, com debates de temas que estão em discussão nas redes sociais. Ele também deve integrar a equipe do programa “Sem Censura”, apresentado por Cissa Guimarães e previsto para estrear nos próximos meses.

 

Redes sociais e eleições

 

No dia 11 de agosto do ano passado, “Muka” divulgou no Instagram uma foto com Janja e outros influenciadores com a legenda: “Gabinete do Amor tá on! #InfluenciadoresPelaDemocracia”. Depois de eleito, Lula organizou encontros com influenciadores que os apoiaram – eventos que contaram com a presença de membros da Mynd8 – para agradecer pela atuação no período eleitoral e pedir que o trabalho de apoio ao governo prosseguisse ao longo do seu mandato.

 

Os responsáveis pelos perfis de entretenimento que passaram a apoiar enfaticamente a campanha do petista ganharam o nome de “Influenciadores pela Democracia”. Há, inclusive, suspeita de financiamento externo para campanhas de difamação contra o então adversário de Lula, Jair Bolsonaro (PL) entre influenciadores conhecidos como “Youtubers pela Democracia”.