Brasil vence a Itália e é hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia

Celina Leão recebe o título de Cidadã Honorária do DF
2 de março de 2024
“Morreu nos meus braços”, diz mãe de bebê morta por dengue e Covid
4 de março de 2024
Exibir tudo

Brasil vence a Itália e é hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia

Brasil vence a Itália e é hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia

 

Seleção brasileira ganhou dos italianos por 6 a 4, com três gols de Rodrigo, e voltou a conquistar o torneio após sete anos

 

Por Redação do ge — São Paulo, SP

25/02/2024 13h50  Atualizado há 5 dias

 

O Brasil conquistou o hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia. Neste domingo, a Seleção venceu a Itália por 6 a 4 na decisão do torneio disputado em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A Itália saiu na frente, mas o Brasil, assim como já havia sido na semifinal contra o Irã, mostrou calma e sabedoria para buscar a virada. Rodrigo marcou três vezes, forçou a expulsão do goleiro Casapieri e foi o grande jogador da final.

 

O Brasil é disparado o maior campeão da Copa do Mundo de Futebol de Areia. A seleção já havia conquistado o título em 2006, 2007, 2008, 2009 e 2017. A Rússia soma três troféus, Portugal tem dois e a França tem um. A Itália segue sem título e voltou a ser vice para o Brasil, como tinha acontecido na final de 2008.

 

Seleção Brasileira do futebol de areia ( Aitor Alcalde - FIFA/FIFA/Getty Images)

Rodrigo comemora gol marcado contra a Itália na final — Foto: Divulgação/Fifa

 

Neste domingo, com pouco menos de três minutos jogo, Genovali abriu o placar para a Itália, após pegar de primeira a sobra de bola na trave. O Brasil respondeu logo na saída de bola, mas Bertacca salvou de cabeça em cima da linha.

 

A Seleção seguia na pressão em busca do empate. Casapieri mostrava por que foi eleito neste mês o melhor goleiro do mundo da modalidade, mas o Brasil tinha em campo o melhor jogador do mundo: Rodrigo. E ele empatou a partida a 22 segundos para o fim do primeiro tempo, num chute em que a bola quicou na areia e foi para o ângulo.

 

O segundo tempo voltou em ritmo mais lento. O Brasil levou perigo em duas cobranças de falta, de Datinha e de Bruno Xavier, ambas defendidas por Casapieri. Já a Itália era inofensiva no ataque.

 

A sete minutos e meio para o fim, Casapieri foi expulso. Em um erro no recuo da bola, Rodrigo se adiantou, driblou e foi derrubado pelo goleiro italiano. Com isso, o goleiro reserva Carpita entrou e logo fez duas defesas seguidas, na cobrança de falta de Rodrigo e no rebote.

 

A Itália tinha que ficar com um jogador a menos por dois minutos ou até sofrer um gol. O Brasil quase marcou com Mauricinho, sem goleiro, mas Josep apareceu para salvar. Depois, o mesmo Mauricinho acertou a trave.

 

O gol parecia questão de tempo, e não demorou a sair. Rodrigo dominou no peito e finalizou de bicicleta para virar a final. Só que, logo na saída de bola, a Itália chegou ao empate com Fazzini.

 

Restavam cinco minutos para o fim da segunda etapa, e o jogo estava aberto. O Brasil voltou a ficar na frente do placar a três minutos para o fim, com gol de Bruno Xavier. Ainda teve tempo para um gol contra bizarro: Genovali recuou mal para Carpita e a bola morreu no fundo da rede.

 

No terceiro tempo, o Brasil ampliou o placar em um golaço de bicicleta de Brendo, a nove minutos e meio para o fim. A vantagem de três gols, porém, durou pouco. Pazzini cobrou falta com força e descontou para a Itália, a nove minutos e meio para o fim da partida.

 

Foto: Divulgação FIFA

A Itália não tinha o que fazer a não ser se arriscar no ataque. Em uma dividida de Bertacca com o goleiro Bobô, a bola estava a caminho do gol, mas Rodrigo apareceu para salvar em cima da linha. E Rodrigo apareceu também no ataque, ao arrancar pela direita, puxar para o meio e chutar para fazer o sexto gol verde e amarelo.

 

Novamente com três gols de vantagem no placar, o Brasil contralava a posse de bola e ainda teve ótima chance para marcar, mas Carpita defendeu o pênalti cobrado por Breno. Já a Itália, a pouco mais de três minutos para o fim do jogo, diminuiu com Genovali. Com o relógio a seu favor, o Brasil gastou o tempo e conquistou o hexa da Copa do Mundo de Futebol de Areia.

 

Contando os títulos de 2006, 2007, 2008, 2009 e 2017, a vitória em Dubai consolidou a hegemonia do futebol brasileiro na modalidade A Rússia é a equipe que mais se aproxima, com três títulos.