Banco de Brasília fecha 2023 com lucro líquido recorrente de R$ 200 milhões

Projeto oferece ações de saúde mental e autocuidado a professores de Planaltina
17 de abril de 2024
PF apura fraude em contratos de R$ 190 milhões do Ministério da Saúde
18 de abril de 2024
Exibir tudo

Banco de Brasília fecha 2023 com lucro líquido recorrente de R$ 200 milhões

O resultado tem como base o aumento da margem financeira, o crescimento do desempenho de todas as subsidiárias e a evolução da receita com prestação de serviços

 

Por Agência Brasília* | Edição: Igor Silveira

 

O BRB fechou o ano de 2023 com lucro líquido recorrente de R$ 200 milhões. Na comparação com o ano imediatamente anterior, o crescimento foi de 24,4%. A alta obtida reflete o amadurecimento e a consolidação da estratégia de expansão, iniciada em 2019. O resultado de 2023 tem como base o aumento da margem financeira, o crescimento do desempenho de todas as subsidiárias e a evolução da receita com prestação de serviços.

 

 

A estratégia de parcerias, diversificação dos negócios e fortalecimento da marca do BRB tem contribuído para ampliar a base de clientes | Foto: Divulgação/BRB

 

No período, a carteira de crédito cresceu 17,7% e atingiu o montante de R$ 35,8 bilhões, com uma inadimplência de 2,2% abaixo da média de 3,3% observada em 2023. Neste contexto, as receitas de crédito tiveram expansão de 39,6% e totalizaram R$ 5,5 bilhões arrecadados, permitindo que a margem financeira superasse a marca de R$ 2,7 bilhões, com crescimento de 28,8% nos últimos 12 meses.

 

A estratégia de parcerias, diversificação dos negócios e fortalecimento da marca do BRB tem contribuído para ampliar a base de clientes. O BRB fechou 2023 com 7,6 milhões de clientes, o que representa um aumento de 13,3% na comparação com 2022. Desde 2019, quando o BRB deu início ao seu processo de expansão nacional, o banco já acumulou R$ 2 bilhões em lucro líquido, com a distribuição de R$ 947 milhões em dividendos e JCP aos acionistas.

 

Carteira de crédito

 

O ano de 2023 teve como um dos destaques as operações de crédito imobiliário, que apresentaram crescimento de 36,7% em 12 meses, com saldo de R$ 9,2 bilhões, fazendo com que o BRB ocupasse a 6ª posição no ranking nacional. No Distrito Federal, o BRB é líder absoluto em financiamento de imóveis desde 2020.

 

Outro destaque foi a atuação do BRB no financiamento ao setor produtivo com o crédito às pessoas jurídicas, apresentando crescimento de 36,5%, com saldo de R$ 4,9 bilhões. Já o saldo de financiamento rural, principalmente às pequenas propriedades, cresceu 81,6% e atingiu R$ 1,3 bilhão.

 

 

Desde 2019, quando o BRB deu início ao seu processo de expansão nacional, o banco já acumulou R$ 2 bilhões em lucro líquido | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

Por sua vez, o crédito à pessoa física apresentou estabilidade em sua expansão, com saldo de R$ 17,9 bilhões. Ressalta-se, ainda, a ampliação de 42,7% nas operações com cartão de crédito, que ao fim do período, apresentou um saldo de R$ 2,3 bilhões. Ao longo do ano de 2023, a concessão de novos créditos foi de 14,1 bilhões, um crescimento de 9,7% em relação ao 2022.

 

Qualidade da carteira

 

A inadimplência de 2,2% fechou 2023 praticamente em linha com a observada em 2022, que foi de 2,1%. Esses patamares estão abaixo da média de mercado, que, em 2023, foi de 3,3% e, 2022, de 3,0%. As operações com garantia representam parte significativa na composição da carteira de crédito, fazendo com que os ratings de menor risco, que vão de AA a C, chegassem a 96% de participação do saldo de crédito ao final do presente exercício, patamar equivalente ao observado em 2022, quando atingiu 96,5%.

 

Captação

 

Em 2023, as captações do BRB totalizaram cerca de R$ 43,4 bilhões, com crescimento em 12 meses de 22,8%, e as captações junto aos clientes representam 94,3% desse montante. Destaque para os depósitos a prazo, que totalizaram R$ 27,2 bilhões, sinalizando evolução de 20,9%. Os depósitos judiciais representam um saldo de R$ 13,4 bilhões e cresceram 40,9% no período. As captações em LCI e LCA, conjuntamente, atingiram R$ 7,7 bilhões de saldo, uma evolução de 45,1% no período.

 

Por fim, os depósitos à vista cresceram 32,7% e alcançaram em dezembro de 2023 um saldo de R$ 1,6 bilhão. Ao longo dos últimos anos, o BRB tem diversificado as fontes de captação de recurso, visando reduzir o custo de captação e subsidiar o crescimento de sua carteira de crédito. Neste contexto, a relação de empréstimo por depósito (loan to deposit) foi de 82,5%.

 

Margem financeira

 

O resultado recorrente do BRB, proveniente das atividades operacionais principais e regulares do banco, foi de R$ 200 milhões e teve como destaque as receitas de R$ 6,9 bilhões oriundas da concessão de crédito e operações de tesouraria, um crescimento de 28,6% no período. Por sua vez, as despesas de captação e intermediação financeira totalizaram R$ 4,2 bilhões, uma evolução de 28,5%. A melhora na dinâmica entre as receitas e despesas financeiras e o crescimento da carteira de crédito tem possibilitado ao BRB uma trajetória de recomposição de sua margem financeira, que atingiu 2,7 bilhões – uma expansão de 28,8% em 12 meses.

 

Resultado operacional

 

O resultado operacional do BRB foi de R$ 154 milhões, um crescimento de 11,54% quando comparado ao ano anterior. Destaca-se a contribuição das empresas do Conglomerado BRB apresentadas para o exercício. No ano, o resultado das empresas coligadas e participadas totalizou R$ 122 milhões, um crescimento de 215% em 12 meses, reflexo da estratégia de parcerias e novos negócios que visa diversificar as fontes de resultado da instituição. Destaca-se ainda o resultado de R$ 78 milhões da Financeira BRB.

 

As receitas de prestação de serviços atingiram o montante de R$ 287,8 milhões, um crescimento de 4,9%, principalmente em decorrência dos repasses de depósitos judiciais, que expandiram 217%, chegando a R$ 32,3 milhões ao fim de 2023.

 

Basileia

 

O BRB encerrou 2023 com índice de Basileia de 14,68%, uma redução de 0,11 p.p em relação a 2022, acima do marco regulatório. Desse total, o capital nível I do banco representa 9,48%, e o nível II, 5,2%.

 

Clientes e canais

 

Em 2023 o BRB atingiu a marca de 7,6 milhões de clientes ativos, o que significa um crescimento de 13,3% em 12 meses. Os digitais somaram 3,3 milhões de clientes, com expansão de 5,7%. Por sua vez, os demais clientes apresentaram um acréscimo de 20,5% e totalizaram 4,3 milhões de clientes.

 

 

O resultado recorrente do BRB, proveniente das atividades operacionais principais e regulares do banco, foi de R$ 200 milhões e teve como destaque as receitas de R$ 6,9 bilhões originárias da concessão de crédito e operações de tesouraria, um crescimento de 28,6% no período | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

 

No período, foram realizadas aproximadamente 345 milhões de transações, das quais  95,4% foram executadas nos canais digitais, um incremento de 1,8 p.p. em 12 meses. Em contrapartida, as transações nos canais físicos, agências e correspondentes bancários representaram 3,6% das transações em 2023.

 

Novo App BRB

 

O ano de 2023 foi marcado ainda pelo lançamento de novo aplicativo do BRB, com o objetivo de promover uma nova experiência digital para os seus clientes, nas versões para Android e iOS. O novo App BRB foi criado a partir do programa de inovação do BRB no Vale do Silício, nos Estados Unidos, e apresenta uma interface totalmente renovada, trazendo uma experiência personalizada, em que os usuários poderão escolher as cores interna da ferramenta e, ainda, montar um menu específico com as funcionalidades mais utilizadas. O novo aplicativo vem embarcado com os mais avançados protocolos de segurança, e está previsto para os próximos meses o incremento de novas funcionalidades.

 

Expansão e rede de atendimento

 

Com foco em garantir a experiência de relacionamento nos canais físicos e digitais, o BRB possui uma base de clientes que se encontra atualmente distribuída por mais de 5.178 municípios brasileiros. Atualmente, o BRB está presente fisicamente em 12 estados, além do Distrito Federal, com um total de 1083 pontos de atendimento. O banco tem reformulado toda sua rede de atendimento, com a reforma de suas unidades físicas em um novo formato, já internacionalmente premiado pelo Muse Design Awards.

 

Também no ano passado, o BRB deu início às suas atividades na capital da Paraíba. Em João Pessoa, o BRB operacionaliza a folha de pagamento do município, que conta com 33 mil servidores.

 

Seguridade

 

Em 2023, os negócios de seguridade do BRB alcançaram o patamar de R$ 1 bilhão de prêmios vendidos, um recorde histórico com crescimento de 34% em relação ao ano anterior. O BRB se tornou o primeiro e único banco a oferecer o seguro prestamista para atender clientes com idades entre 71 e 85 anos, uma carência do mercado.

 

 

Dando continuidade à sua estratégia de diversificação de negócios, o BRB firmou uma parceria comercial com a seguradora Mapfre para a oferta de seguros residenciais e habitacionais. Desta forma, o arranjo de negócios em seguridade já conta com a parceria com a Cardif, para a oferta dos seguros de vida e prestamistas, além da parceria com a Wiz para distribuição dos produtos de seguridade.

 

Investimento

 

A nova plataforma de investimento do BRB, lançada no fim de 2021, alcançou em 2023 um importante marco ao superar o montante de R$ 1 bilhão de investimentos custodiados, crescimento de 122% em 12 meses. Foi iniciada a primeira versão do novo modelo de atendimento, com uma equipe de especialistas alocados para dar atendimento aos clientes investidores do segmento de alta renda, private, institucional, atacado e governo. Com o lançamento do novo app BRB, novas funcionalidades de investimento passaram a ser ofertadas pelo mobile, permitindo a melhora na experiência dos clientes.

 

Meios de pagamento

 

Em 2023, pelo terceiro ano consecutivo, o BRB Dux foi eleito o melhor cartão de crédito do Brasil. Nesse período, a base de cartões ativos atingiu 1,4 milhão, crescimento de 14%. O faturamento com cartão de crédito foi de R$ 8,1 bilhão, aumento de 34% em 12 meses. Já as maquinetas do BRBPay atingiram um faturamento de R$ 347 milhões, crescimento de 285%.

 

ESG

 

O banco fechou o ano como novo membro do Pacto Global, reforçando seu compromisso em seguir alinhando suas operações e estratégia aos dez princípios universais de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção.

 

Como banco público e com foco no desenvolvimento econômico, social e humano do Distrito Federal, o BRB seguiu com sua agenda de principal agente de fomento do DF. Em 2023, o BRB operacionalizou 15 programas do GDF, alcançando 340 mil famílias por meio do pagamento de R$ 1,6 bilhão em benefícios. O serviço do Na Hora – que oferece atendimento a vários órgãos públicos do DF, também operacionalizado pelo BRB – registrou média de 7500 atendimentos por dia ao longo do ano passado.

 

Como parceiro estratégico na execução de políticas públicas do Distrito Federal, o BRB é operador do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA), por meio do qual instalou novas modalidades de pagamento via Pix, expansão de pagamento de cartões com aproximação na frota de ônibus do DF e a disponibilização da função débito como opção de pagamento para compra de créditos nos postos de recarga.

 

O BRB entregou, ainda no ano passado, um dos principais cartões-postais da capital do país, o Jardim Burle Marx, incluído no complexo da Torre de TV de Brasília, também gerida pelo banco. A obra era aguardada pela população havia 48 anos.

 

Como agente de desenvolvimento do Distrito Federal, na geração de emprego, são destaque o lançamento do programa de crédito Empreender, que concedeu mais de R$ 1,6 bilhão de crédito às empresas locais, e o programa Na Medida, que ofereceu soluções financeiras aos clientes superendividados.

 

Costa, do BRB: conclusão de negociação com Flamengo abre caminho para buscar novo sócio estratégico para operação — Foto: Silvia Zamboni/Valor

 

*Com informações do BRB