Mulher mata marido no DF, foge com filha e enteado e acaba presa no PR

Delegacia do Lago Norte é inaugurada para a comunidade após reconstrução
27 de junho de 2024
Agências do DF oferecem 686 vagas de emprego nesta sexta-feira (28/6)
28 de junho de 2024
Exibir tudo

Mulher mata marido no DF, foge com filha e enteado e acaba presa no PR

Crime aconteceu na madrugada dessa 4ª feira, na casa da família, em Vicente Pires. Depois de matar marido, esposa fugiu do Distrito Federal

 

Nathália CardimMirelle PinheiroCarlos Carone

27/06/2024 11:06, atualizado 27/06/2024 14:52

 

Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na manhã desta quinta-feira (27/6), uma mulher procurada por matar o marido a facadas, em Vicente Pires, na madrugada dessa quarta-feira (26/6).

 

O crime ocorreu na casa da família, no Condomínio Porto Seguro, enquanto a vítima dormia. Depois de matá-lo, segundo a PCDF, a suspeita sofreu um acidente de carro enquanto fugia para o estado do Paraná. Em uma ação rápida, investigadores da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) e com o apoio da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) identificaram que a suspeita seguia rumo a cidade de Cascavel, no Paraná.

 

Ela estava no veículo com a filha de 9 anos; o enteado, de 25; e o cachorro da família. O grupo foi salvo por um sargento da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) que passava pela área.

 

O acidente aconteceu na pista de sentido Brasília (DF)–Valparaíso (GO), por volta das 3h30 dessa quarta-feira (27/6), horas após o assassinato.

 

Apesar da ocorrência de trânsito, ela conseguiu seguir viagem, mas acabou presa pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 6h desta quarta-feira, no município de Campos Mourão (PR).

 

Sem feridos

 

No carro, além da motorista, havia uma criança de 9 anos; um jovem de 25; e um cachorro da raça pastor alemão. A condutora, que ainda não teve a idade divulgada, saiu do carro em busca de socorro para os filhos.

 

Os demais ocupantes do carro estavam presos e só foram retirados do automóvel após a chegada do sargento, que pediu ao grupo para aguardar pelo socorro em uma parada de ônibus próxima (foto em destaque).

 

O militar acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF), mas, pelo fato de não ter havido feridos, passou a responsabilidade de acompanhar o ocorrido à administradora da estrada, a Via 040. A concessionária enviou uma equipe de socorro e um guincho para recolher o veículo.