Goiás registra queda de até 89,8% nos índices de criminalidade

Relatório revela aumento de 50% no número de mortes de yanomamis em 2023
13 de janeiro de 2024
Passarela na BR-020, em Planaltina, beneficia 20 mil pedestres
15 de janeiro de 2024
Exibir tudo

Goiás registra queda de até 89,8% nos índices de criminalidade

Goiás registra queda de até 89,8% nos índices de criminalidade

 

Publicado em 10 janeiro 2024

 

Categoria NotíciasSegurança

 

Goiás registra queda em vários índices de criminalidade desde 2019. Uma das reduções mais expressivas diz respeito ao roubo de veículos (-89,8%): foram 1.029 em 2023, ante 10.103 casos em 2018. Já crimes como furto e roubo a transeunte tiveram queda de 85,8% e 83%, respectivamente.

 

Outro indicador que segue uma série histórica de redução consecutiva é o número de homicídios dolosos, que caiu 50,8% em 2023, na comparação com 2018. Latrocínio, que é o roubo seguido de morte, teve redução de 86,7%: foram 14 casos em 2023 e 105 no ano de 2018.

 

Crimes de lesão seguida de morte apresentaram queda de 55,7% no período avaliado: 61 em 2018 e 27 no ano passado. Outros indicadores de destaque são o homicídio tentado (-20,6%), estupros (-10,5%), roubo em comércio (-81,8%), roubo de carga (-90,6%), roubo em residência (-75,9%) e furto de veículos (-60,1%).

 

Os dados foram apresentados pelo governador Ronaldo Caiado durante encontro com a cúpula da Segurança Pública do Estado, realizado no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

 

“Aqui não tem só teoria. É teórico com prática. É competência com operacionalidade”, disse o governador sobre a dinâmica de trabalho que resultou nos índices positivos. “Sou extremamente orgulhoso de liderar um Estado com esta equipe de segurança. E nosso trabalho seguirá visando sempre o avanço, a proteção total dos goianos”, complementou.

 

Observatório de Segurança Pública do Estado de Goiás

 

O balanço apresentado nesta manhã utiliza dados do Observatório de Segurança Pública do Estado de Goiás e é proveniente do Sistema RAI (Registro de Atendimento Integrado). O secretário de Segurança Pública, Renato Brum, explicou que a queda dos índices é resultado de uma ação conjunta consolidada há cinco anos.

 

“Trabalhamos na redução da redução, da redução… Estamos reduzindo de forma contínua os comparativos em relação a 2018”, definiu. “A segurança pública é algo artesanal, precisa ser feita todos os dias. Se a gente der uma descuidada, aumenta o crime”, completou.

 

Violência contra mulher

 

Para reforçar o combate aos crimes de violência contra a mulher, o Governo de Goiás ampliou os canais de denúncia, bem como o apoio às vítimas. O objetivo é estimular o registro de ocorrências e fortalecer a rede de proteção.

 

“É algo que acontece dentro de quatro paredes, por isso o Estado quer encorajar essas mulheres e mostrar que estamos aqui para garantir sua proteção física e social”, pontuou Caiado.

 

Como explicou o governador, hoje mulheres vítimas de violência doméstica podem ser atendidas pelo programa Goiás por Elas, que garante renda mensal para as que estão em vulnerabilidade econômica e dá acesso facilitado a todos os outros programas assistenciais do Governo.

 

Goiás registra queda de até 89,8% nos índices de criminalidade

 

Queda nos índices de criminalidade

 

Durante o evento, foram apresentados números que comprovam a queda dos principais indicadores criminais de 2023, na comparação com 2022. Confira:

 

Homicídios dolosos: -12,1% (caiu de 1.185 para 1.042)

Homicídio tentado: – 7,3%% (caiu de 1.829 para 1.696)

Estupro: -12% (caiu de 800 para 704)

Latrocínio: -57,6% (caiu de 33 para 14)

Roubo a transeunte: -32,7% (caiu de 11.682 para 7.861)

Roubo de veículos: -30,1% (caiu de 1.473 para 1.029)

Roubo em comércio: -27% (caiu de 880 para 642)

Roubo a residências: -34,9% (caiu de 869 para 566)

Roubo de cargas: -52,3% (caiu de 86 para 41)

Roubo a instituição financeira: nenhum caso desde 2019

Furto a transeunte: -33% (caiu de 10.930 para 7.328)

Furto a veículo: -19,1% (caiu de 5.559 para 4.498)

Furto em comércio: -15,3% (caiu de 12.646 para 10.707)

Furto em residência: -20,5% (caiu de 21.193 para 16.849)

Roubo em propriedade rural: -28% (caiu de 110 para 79)

Furto em propriedade rural: -14% (caiu de 3.706 para 3.202)

 

“A gente não fala em sensação de segurança pública, mas de segurança pública de forma efetiva, e aqui está a prova”, comentou Brum durante a divulgação dos dados.

 

Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás