Fazendeiro é morto a pedradas após cobrar dívida em Goiás, diz polícia

#TBT: a promessa que originou a Igreja Nossa Senhora de Fátima
27 de fevereiro de 2024
Moraes derruba decisões de Receita e Carf contra Globo e atores
27 de fevereiro de 2024
Exibir tudo

Fazendeiro é morto a pedradas após cobrar dívida em Goiás, diz polícia

Suspeito chegou a compartilhar um vídeo confessando o crime, mas continua foragido. Vítima foi encontrada ao lado de pedra de aproximadamente 25 centímetros, em São João d’Aliança.

 

Por Rodrigo Melo, g1 Goiás

27/02/2024 06h40  Atualizado há 5 horas

 

O fazendeiro Anesio Dalvo Szervink, de 60 anos, foi morto a pedradas, em São João d’Aliança, região Central de Goiás. Segundo a Polícia Civil (PC), o suspeito chegou a compartilhar um vídeo confessando o crime, mas continua foragido.

 

Por não ter o nome divulgado, a reportagem não pôde localizar a defesa do suspeito até a última atualização desta reportagem.

 

O crime aconteceu no último sábado (24), no Vale do Macacão, próximo ao Povoado Cormarie. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima tinha um ferimento na cabeça e o corpo estava do lado de uma pedra redonda de aproximadamente 25 centímetros, além pedaços de um capacete do lado dos pés.

 

Ainda próximo do corpo havia a caminhonete da vítima, com os vidros abertos e a chave na ignição.

 

À reportagem, o delegado responsável pelo caso, José Sena, informou que o crime foi motivado por uma cobrança de dívida. Segundo o investigador, o fazendeiro foi morto após ter ido cobrar por um serviço que ele já tinha pagado, mas que o suspeito não fez.

 

Até então, as informações que nós temos é sobre a contratação de uma prestação de serviço, por parte da vítima. Ele contratou o autor, mas esse autor não prestou o serviço e ainda adquiriu um veículo com o valor. A partir do momento em que a vítima foi cobrar esse valor, houve uma luta corporal e o homicídio”, explicou Sena.

 

Fazendeiro Anesio Dalvo Szervink, de 60 anos, foi morto a pedradas, em São João d'Aliança — Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

Fazendeiro Anesio Dalvo Szervink, de 60 anos, foi morto a pedradas, em São João d’Aliança — Foto: Arquivo pessoal/Reprodução

 

Homenagem

 

A Prefeitura de Alto Paraíso publicou uma homenagem e manifestação de repúdio pela morte do fazendeiro. Afirmou que “tais atos de violência jamais deverão ser executados contra qualquer pessoa, pois nada justifica um homicídio”.

 

Veja o comunicado completo:

 

“A Prefeitura Municipal de Alto Paraíso de Goiás, vem a público manifestar total repúdio e indignação pelo brutal ato de violência sofrido pelo Senhor Anesio Dalvo Szervinsk, que teve sua vida ceifada por motivo fútil.

 

O Crime aconteceu no Povoado Cormari, município de Nova Roma-GO, onde a vítima foi brutalmente assassinada a pedradas e o principal suspeito ainda encontra-se foragido.

 

Tais atos de violência jamais deverão ser executados contra qualquer pessoa, pois nada justifica um homicídio e ressaltamos que o governo municipal realizou contato com as autoridades policiais Civil e Militar, solicitando uma rigorosa investigação a este caso bem como a quaisquer outros acontecidos ou que possam vir a acontecer, para que uma resposta rápida seja dada a família, amigos e toda sociedade, e que o assassino sofra todas as consequências no rigor da lei.

 

Nesse momento expressamos os nossos sentimentos de condolências, onde nos solidarizamos com familiares e amigos que partilham da dor pela sua partida.”