Consumo de energia cresce cerca de 13% em Goiás

Em maior nomeação da história, Educação ganha o reforço de 3,4 mil servidores
7 de julho de 2024
Qualidade de vida em Goiás está entre as 5 melhores do país
7 de julho de 2024
Exibir tudo

Consumo de energia cresce cerca de 13% em Goiás

Consumo de energia cresce cerca de 13% em Goiás

 

_Aumento registrado nos seis primeiros meses do ano é puxado pelo calor, que também deve impactar nas contas neste período de férias, assim como bandeira tarifária amarela; Equatorial traz dicas para economizar_

 

A Equatorial Goiás identificou um crescimento de cerca de 13% no consumo de energia elétrica de janeiro a junho de 2024 comparado com o mesmo período do ano anterior. O maior impacto registrado pela concessionária foi na classe do poder público, em que o consumo cresceu 19,3% no período, seguido das classes residencial 18,2%, rural 13,7% e comercial 12,4%. O consumo médio, dentro de casa, subiu de 175 kWh em 2023 para 202 kWh em 2024.

 

O aumento se deve às altas temperaturas. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, regiões como o extremo sudoeste do Estado enfrentaram ondas de calor e a seca no Cerrado, segundo estudo da Universidade de São Paulo (USP), é a pior há pelo menos sete séculos. “Isso provoca um aumento no consumo de energia, já que percebemos maior uso dos equipamentos refrigeradores e, consequentemente, gera fortes mudanças nos hábitos de consumo, como uso maior de ar-condicionado e ventiladores, assim como maior consumo de alimentos e bebidas refrigeradas”, destaca o executivo de Faturamento da Equatorial Goiás, Marcos Aurélio Silva.

 

Outro fator que vai incidir sobre a conta de energia é a bandeira tarifária, que por determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) passa a ser amarela no mês de julho. Essa mudança vai refletir num aumento de R$ 1,88 a cada 100 quilowatts horas consumidos. A bandeira amarela foi acionada em razão da previsão de chuvas abaixo da média até o final do ano e pela expectativa de crescimento da carga e do consumo de energia no mesmo período. Esse cenário de escassez de chuvas, somado ao inverno com temperaturas superiores à média histórica do período, faz com que as termelétricas, com energia mais cara que hidrelétricas, passem a operar mais.

 

Com a chegada do período de férias, a concessionária alerta os clientes para o uso consciente da energia elétrica, já que mais pessoas estão utilizando a rede. Aparelhos refrigeradores, como geladeira, freezer e bebedouros, naturalmente consomem mais energia, pois os compressores precisam ser acionados com mais frequência para manter a temperatura para a qual estão programados. É preciso atenção e uso moderado para que não haja susto na hora de pagar a conta de energia.

 

O executivo lembra que atitudes simples podem fazer a diferença no bolso do cliente no final do mês. “Medidas básicas como reduzir a temperatura do chuveiro, evitar usar o micro-ondas para descongelar alimentos e abrir a geladeira com menor frequência podem impactar significativamente no valor da conta. Também é importante verificar as instalações internas da residência periodicamente, pois instalações antigas, com fios velhos ou muitas emendas, causam desperdício de energia e podem até causar incêndios”, destaca Marcos Aurélio.

 

Pode ser uma imagem de lusco fusco

Dicas essenciais para economizar:

 

  • Ferro de passar: Utilize quando houver uma grande quantidade de roupas para passar e nunca deixe o equipamento ligado na tomada sem necessidade;
  • Máquina de lavar: Lave, de uma só vez, a quantidade máxima de roupa indicada pelo fabricante da máquina e mantenha o filtro sempre limpo;
  • Ar-condicionado: Tenha um aparelho que possua o selo Procel de Economia de Energia;
  • Ventiladores: Dê preferência para os aparelhos mais econômicos;
  • Lâmpadas: Prefira as de LED que são mais eficientes. Evite acendê-las durante o dia e sempre que possível, dê preferência à luz natural;
  • Chuveiro: Sempre que for possível deixe a chave na posição verão;
  • Geladeira: Não esqueça que os equipamentos;
  • Adegas e cervejeiras: Evite abrir os equipamentos com frequência, pois o ar quente exige mais energia para resfriar e atingir novamente a temperatura ajustada;
  • Freezer: Limpe a grade traseira da geladeira periodicamente. A gordura e sujeira que acumula nessa grade dificulta a troca de temperatura e provoca maior gasto de energia. Faça a limpeza com o equipamento desligado da energia e seguindo as orientações do fabricante;
  • Banho: Tome banhos rápidos e, se possível, com a chave de temperatura na posição “verão”, o que pode reduzir o consumo em até 30%. Feche a torneira para se ensaboar;

*Sobre a Equatorial Goiás*

 

A Equatorial Goiás é uma empresa que pertence à holding Equatorial Energia, 3º maior grupo de distribuição de energia do País, com 7 concessionárias que atendem cerca de 14 milhões de clientes. Somente em Goiás são cerca de 3,5 milhões de clientes, localizados em 237 municípios do Estado e abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km².