Câmara Legislativa concede título de cidadão honorário ao desembargador Cruz Macedo

Obras em unidades de saúde levam mais conforto à população da área rural de Planaltina
21 de abril de 2024
Mais de 250 jornalistas fugiram da Nicarágua por razões de segurança desde 2018
22 de abril de 2024
Exibir tudo

Câmara Legislativa concede título de cidadão honorário ao desembargador Cruz Macedo

Câmara Legislativa concede título de cidadão honorário ao desembargador Cruz Macedo

 

O desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, José Cruz Macedo, recebeu ontem (10) da Câmara Legislativa do Distrito Federal o título de cidadão honorário de Brasília. A iniciativa da titulação partiu do deputado Wellington Luiz (MDB), que destacou a importância do homenageado para a cidade.

 

“O desembargador Cruz Macedo apresenta uma trajetória profissional extensa e repleta de trabalhos relevantes para a justiça e para Brasília. Esta Casa é muito criteriosa quando concede o título de cidadão honorário de Brasília, portanto estamos muito felizes com essa justa homenagem”, afirmou Wellington.

 

Emocionado com a homenagem, o desembargador Cruz Macedo lembrou de sua história e agradeceu pelo título recebido.

 

 

“Esse título é um dos mais importantes que já recebi na minha carreira. Esse título muda a minha vida. A partir de agora eu sou conterrâneo dos brasilienses, dos candangos. Vou carregar esse reconhecimento por toda a minha vida. Desde jovem, sempre tive muito interesse por Brasília. Cheguei em fevereiro de 1979. Naquele período, a vida institucional era muito diferente. Não havia liberdade, o regime era militar. Havia censura. Os protestos eram feitos por estudantes e alguns órgãos de imprensa, além das canções de nossos artistas. Brasília cresceu e é claro que tem muitos problemas, mas me encantei pela cidade e continuo encantado até hoje”, frisou.

 

O deputado Chico Vigilante (PT) lembrou de histórias vividas com o homenageado nas lutas políticas de Brasília. “Na década de 80 nós fundamos a Central Única dos Trabalhadores no DF. Naquele tempo, os sindicatos não tinham dinheiro nem para pagar advogado. Mas havia advogados que se voluntariaram e inclusive arcaram com os custos. Naquela época, eu fui preso por causa de uma greve e o doutor Macedo interviu para me soltar sob fiança. É esse ser humano que estamos homenageando hoje e que merece todos os aplausos da sociedade”, ressaltou.

 

A vice-governadora do Distrito Federal, Celina Leão (PP), também prestou sua homenagem ao desembargador Cruz Macedo. “Não tem nada que mexe mais com o ser humano do que virar cidadão honorário de sua cidade. Tenho certeza que o coração dele é totalmente dedicado ao TJDFT. É um homem que semeou amor, paz, carinho e respeito e assim chegou ao mais alto cargo do tribunal”, elogiou. A solenidade contou ainda com a participação de ministros de tribunais superiores, advogados, juristas e familiares do homenageado.

 

 

José Cruz Macedo é natural de Mauriti, no estado do Ceará. Chegou em Brasília em 1979 e foi advogado e juiz do Tribunal Regional Eleitoral do DF. Em 2002, foi nomeado desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, onde continua atuando.

 

Eder Wen – Agência CLDF