Banco tem lucro líquido de R$ 70 milhões no 1º trimestre de 2023

GDF reforma campo de futebol sintético em São Sebastião
22 de maio de 2023
Governo já investiu R$ 79 milhões na instalação de 110 mil lâmpadas LED
23 de maio de 2023
Exibir tudo

Banco tem lucro líquido de R$ 70 milhões no 1º trimestre de 2023

BRB segue estratégia de expansão, modernização e busca de melhoria da experiência do cliente

 

Agência Brasília* I Edição: Débora Cronemberger

 

O BRB alcançou lucro líquido de R$ 70 milhões no primeiro trimestre de 2023, crescimento de 20,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. O retorno sobre o patrimônio líquido médio registrado no período foi de 13,1%. O banco atingiu a marca de R$ 32,2 bilhões de carteira de crédito ampla, um aumento de 38,8%.

 

O banco fechou os primeiros três meses do ano com 7 milhões de clientes e presença em mais de 5.200 municípios brasileiros | Foto: Paulo H.Carvalho/Agência Brasília

 

O desempenho da carteira de crédito do BRB, nos primeiros três meses do ano, apresentou crescimento em diferentes linhas de negócio. No crédito imobiliário, onde o BRB é líder do mercado no DF há três anos e já ocupa a 6ª posição no ranking nacional, o banco alcançou saldo de R$ 7,23 bilhões, um aumento de 48,5% em 12 meses.

 

Principal produto da carteira PF (pessoa física), o crédito consignado atingiu, também no primeiro trimestre deste ano, saldo de R$ 14,82 bilhões, um crescimento de 38% na comparação com o mesmo período do ano anterior. No crédito rural, o saldo foi de R$ 797 milhões, o que garantiu a liderança ao BRB, por dois anos consecutivos, nas linhas Pronaf e Pronamp. A carteira de crédito PJ atingiu crescimento de 78,6% nos últimos 12 meses, alcançando R$ 3,88 bilhões.

 

Mesmo em um ambiente de juros altos, a concessão de crédito do BRB no trimestre apresentou uma taxa de expansão de 35,3%, na comparação com 2022. Destaque para os créditos imobiliário, com aumento de 47%; rural, 41%; e à pessoa física, que ampliou em 35%.

 

As receitas de intermediação financeira originárias das operações de crédito no primeiro trimestre deste ano totalizaram R$ 1,29 bilhão, o que corresponde a crescimento, em um ano, de 45,6%.

 

As captações totais chegaram a R$ 36,8 bilhões, com crescimento de 13,3% no ano. Destaque para os depósitos a prazo, que totalizaram R$ 22,8 bilhões, e judiciais, R$ 10,17 bilhões.

 

No mesmo período do ano, o BRB registrou aumento de 49,5% da base de clientes. O banco fechou os primeiros três meses do ano com 7 milhões de clientes e presença em mais de 5.200 municípios brasileiros, 93% do território nacional, 39 países e todos os continentes. O número considera os clientes também do banco digital Nação BRB FLA, em parceria inovadora e estratégica com o Flamengo.

 

“O BRB seguiu sua estratégia de modernização, expansão e diversificação dos seus negócios, mantendo a qualidade dos seus ativos de crédito e focado na melhoria do atendimento aos seus clientes. Aumentamos as nossas principais receitas, mantivemos a qualidade dos ativos de crédito, com uma significativa redução na inadimplência, e seguimos nossa estratégia de busca do aumento da eficiência e da rentabilidade”, afirma o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

 

“Na comparação com o último trimestre do ano passado, apresentamos um controle significativo das despesas. Isso deve seguir ao longo do ano, principalmente com a melhoria no ambiente de negócios e a redução dos juros no segundo semestre”, complementa.

 

*Com informações do BRB