Agricultura do Brasil vai ter 4 safras recordes em 2023

Alfabetização na idade certa ganha impulso de R$ 3 bi com novo programa
13 de junho de 2023
Polícia faz operação contra servidores do Detran suspeitos de fraudar bancas para carteira de motorista, no DF
14 de junho de 2023
Exibir tudo

Agricultura do Brasil vai ter 4 safras recordes em 2023

Agricultura do Brasil vai ter 4 safras recordes em 2023

 

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

 

ARTUR PIVA

-13 JUN 2023 15:25a-A+

Colheita de trigo | Foto: Reprodução/Embrapa

 

 

Em 2023, ao menos quatro safras recordes devem marcar os resultados da Agricultura do Brasil: soja, milho, trigo e sorgo. Os dados são do mais recente levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o desempenho do agronegócio local, divulgados nesta terça-feira, 13.

 

A elevação dos preços dos produtos agrícolas impulsionou o plantio para as safras recordes na agricultura do Brasil. “Além disso, houve aumento dos investimentos nas lavouras”, comentou Carlos Barradas, gerente da pesquisa do IBGE.

 

Os resultados das safras recordes da agricultura do Brasil

 

Em conjunto, as colheitas de soja, trigo, milho e sorgo de 2023 devem resultar em 285 milhões de toneladas. Desse modo, o número corresponde a quase 95% de toda produção local de cereais, leguminosas e oleaginosas.

Colheita de trigo | Foto: Reprodução/Embrapa

 

Soja

 

Entre as colheitas com resultados históricos, a soja se destaca. Pela estimativa do IBGE, a produção de 2023 fechará em quase 150 milhões de toneladas. É o maior volume gerado nas lavouras nacionais. Até mesmo o arroz, um dos carros-chefes na mesa das famílias do país, está perdendo espaço para essa cultura.

 

“Os produtores estão reduzindo a área de outros cereais, como do arroz, para plantar soja”, explicou Barradas.

 

Milho

 

Na sequência, aparece o milho, por volta de 125 milhões de toneladas. O plantio dessa cultura no país tende a ser alternado com a de soja dentro do mesmo ano, otimizando o uso da terra. Além disso, esses dois grãos são os principais para a nutrição de aves e suínos. E o país é o maior exportador mundial de carne de frango, por exemplo.

 

Trigo

 

No caso do trigo, o impulso para o plantio veio com a invasão russa ao território ucraniano. Para se ter noção, em 2021, ano que antecedeu ao conflito, a colheita nacional deste grão fechou em 8 milhões de toneladas. Para 2023, a projeção é de 10,5 milhões de toneladas. Ou seja: um incremento de 30%.

 

Sorgo

 

Por fim, as projeções mostram que a atual colheita de sorgo – outra fonte usada para a nutrição animal – será de quase 4 milhões de toneladas. Assim, o número é o mais expressivo para essa cultura, dentro dos registros do IBGE sobre as safras da Agricultura brasileira.

 

SafraInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)