PGR quer que redes sociais enviem dados de todos os seguidores de Bolsonaro

Mais de 3 mil atletas participam da 32ª edição da Corrida do Fogo
17 de julho de 2023
Agricultura urbana ganha força no Distrito Federal
18 de julho de 2023
Exibir tudo

PGR quer que redes sociais enviem dados de todos os seguidores de Bolsonaro

PGR quer que redes sociais enviem dados de todos os seguidores de Bolsonaro

 

Por Gazeta do Povo

17/07/2023 17:53    Atualizado em 17/07/2023 às 19:09

 

A Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou um pedido para que todas as redes sociais em que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) tem conta enviem um arquivo com a lista completa e os dados de identificação de todos os seguidores dele. A solicitação da PGR foi encaminhada para análise do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

 

O magistrado é relator do inquérito que apura se o ex-mandatário cometeu crime por ter postado e posteriormente apagado um vídeo com ataques ao sistema eleitoral dois dias após os atos de vandalismo de 8 de janeiro. O subprocurador-geral da República, Carlos Frederico Santos, pede que as redes sociais “indiquem a possível instigação de atos violentos contra o Estado Democrático de Direito”.

 

Ele ressaltou que, como o vídeo foi postado após os atos antidemocráticos de 8 de janeiro, não é possível falar em incitação à invasão dos prédios dos Três Poderes, entretanto, “o objeto em análise pode configurar, isoladamente, a prática de outros crimes por Jair Messias Bolsonaro, sem embargo do prosseguimento das investigações no Inquérito 4.921 para apurar eventuais condutas que configurem incitação ou participação nos atos antidemocráticos”, informou a PGR, em nota.

 

Bolsonaro

 

Ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).| Foto: Isaac Fontana/EFE.

Redes sociais

 

Entre as redes citadas pelo subprocurador no documento, Bolsonaro tem cerca de 15 milhões de seguidores no Facebook; 25,3 milhões no Instagram; 11,4 milhões no Twitter; 6,47 milhões no YouTube; 5,5 milhões no TikTok; e 426 mil no LinkedIn.

 

Caso o pedido seja acatado por Moraes, as redes sociais deverão encaminhar à PGR “a integralidade das postagens referentes a eleições, urnas eletrônicas, Tribunal Superior Eleitoral, Supremo Tribunal Federal, Forças Armadas e fotos e/ou vídeos com essas temáticas” feitas por Bolsonaro.

 

Também deverão enviar “em arquivo eletrônico em formato .pdf, a lista completa com os nomes e dados de identificação dos seguidores de Jair Messias Bolsonaro”. Além disso, as plataformas precisarão apresentar o número de visualizações, curtidas, compartilhamentos, reportagens/retweets, comentários, demais métricas aferíveis das redes do ex-presidente.

 

A PGR pede ainda que sejam identificados “eventuais autoridades com foro por prerrogativa de função junto ao Supremo Tribunal Federal que tenham feito semelhantes publicações”. As empresas também deverão identificar e fornecer os respectivos dados de pessoas que tenham repostado/retweetado as aludidas postagens e que contem com mais de dez mil seguidores, “permitindo a aferição do alcance da difusão ou do impacto das publicações iniciais”.

 

 

Fonte: www.gazetadopovo.com.br

Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.