Saiba quem é o sargento do DF suspeito de matar PM de Goiás

“Morreu nos meus braços”, diz mãe de bebê morta por dengue e Covid
4 de março de 2024
Homem morre e dois ficam feridos durante tiroteio em um bar em Sobradinho
6 de março de 2024
Exibir tudo

Saiba quem é o sargento do DF suspeito de matar PM de Goiás

Jefferson da Silva foi preso em flagrante após crime. Caso ocorreu no Novo Gama (GO), após briga entre militares.

 

Por Richard Assis, Neila Almeida, TV Globo

04/03/2024 08h10  Atualizado há 3 horas

 

Uma briga em um bar no Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal, terminou com um policial militar de Goiás morto no sábado (2). O suspeito é outro militar, o sargento da PMDF Jefferson da Silva.

 

A vítima, Diego Santos Purcina, de 30 anos, morreu no hospital após ser atingido por um tiro (veja detalhes abaixo). Jefferson, preso em flagrante pelo crime, é 1° sargento da reserva remunerada da PMDF.

 

Ele foi autuado por homicídio qualificado por motivo fútil. No depoimento, o militar alegou legítima defesa.

 

PM Diego Santos Purcina morreu após ser baleado por outro policial durante briga generalizada em bar em Goiás — Foto: Reprodução/Redes Sociais

PM Diego Santos Purcina morreu após ser baleado por outro policial durante briga generalizada em bar em Goiás — Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

De acordo com a Polícia Civil de Goiás, o sargento Jefferson foi encaminhado para o Presídio Militar do estado. Em nota, a PMDF, disse que “vai apurar o fato dentro de suas atribuições”.

 

Diego morava em Valparaíso de Goiás e era soldado.

 

O crime

 

PM morre após ser baleado por outro policial durante briga generalizada em bar em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

PM morre após ser baleado por outro policial durante briga generalizada em bar em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

O crime aconteceu na noite de sábado (2), em um bar do Novo Gama. As câmeras de segurança registraram o momento da confusão.

 

O vídeo mostra que diversas pessoas estavam em pé quando os empurrões começaram. Durante uma troca de socos, o soldado Diego Santos Purcina foi baleado e caiu para trás.

 

A polícia ainda não soube informar o motivo da briga. Segundo a Polícia Civil de Goiás, quando os policiais chegaram ao local prestaram socorro à vítima e encontraram o suspeito, que foi identificado por te4stemunhas.

 

Ao ser abordado, o sargento Jefferson da Silva não obedeceu os policiais e disse que também era militar. Após ser contido, ele entregou a arma que tinha escondido no carro e foi preso, afirma a polícia goiana.