Marido usou espingarda calibre .12 para matar Jeane no Park Way, diz polícia

Governador sanciona criação da Região Metropolitana do Entorno do DF
18 de janeiro de 2023
Giovana foi morta com 2 tiros no rosto pelo namorado; é a 4ª vítima de feminicídio no DF em 2023
20 de janeiro de 2023
Exibir tudo

Marido usou espingarda calibre .12 para matar Jeane no Park Way, diz polícia

Jeane Sena da Cunha Santos foi morta com a espingarda na tarde de terça-feira (18). Ela havia voltado recentemente com o companheiro

 

Francisco Dutra

18/01/2023 13:09, atualizado 18/01/2023 13:16

 

vítima de feminicídio Jeane Sena da Cunha Santos, de 42 anos, foi morta com um disparo de espingarda calibre 12, na terça-feira (17/1), no Setor de Mansões Park Way. O companheiro da vítima João Inácio dos Santos, 54, foi quem puxou o gatilho. Logo em seguida, ele também tirou a própria vida.

O crime está em investigação na 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante). Segundo o delegado Zander Viera Pacheco, João Inácio tinha histórico de violência doméstica, com várias ocorrências. O casal havia se separado recentemente, mas tinham acabado de reatar a relação.

“O relacionamento sempre foi conturbado e no dia do crime ouve uma discussão, que somatizou problemas anteriores”, contou o delegado. As investigações também encontraram indícios de que o feminicída teria histórico de problemas psicológicos.

 

João Inácio já tinha passagem por disparo de arma de fogo, violência doméstica e diversas desobediências à medida judicial protetiva.

 

Segundo apurou o Metrópoles, o mesmo homem, em 1999, mandou guinchar o carro de uma outra ex-esposa, com quem viveu por três anos. O caso ocorreu em Belo Horizonte (MG), quando o suspeito sumiu com os pertences da vítima. Na época, ela descobriu possíveis traições do então marido e decidiu ir embora de casa.

 

Veja imagens do local do crime:

Fonte: www.metropoles.com