Câmara dos Deputados já custou mais de meio bilhão só em 2023

Na COP 28, governador Wanderlei Barbosa assina compromisso para zerar emissões no Tocantins até 2050
3 de dezembro de 2023
Atuação comunitária da polícia reduz criminalidade na região norte do DF
5 de dezembro de 2023
Exibir tudo

Câmara dos Deputados já custou mais de meio bilhão só em 2023

Câmara dos Deputados já custou mais de meio bilhão só em 2023

 

23/11/2023 0:01 | Atualizado 23/11/2023 7:21

 

O pagador de impostos já desembolsou mais de meio bilhão de reais para sustentar os espantosos gabinetes de suas excelências na Câmara dos Deputados. O portal de transparência confirma a alegação de que o Poder Legislativo brasileiro, como a Justiça, é um dos mais caros do mundo: só 2023, até novembro, foram gastos mais de meio bilhão (exatos R$501.914.754,91). Os gastos ainda vão disparar: ainda estão reservados R$77,7 milhões a serem gastos à vontade até o fim do ano.

 

Tem de tudo

 

Cada gabinete recebe R$118.376,13 todo mês para gastos tipo gasolina, aluguel de carros e jatinhos, hospedagem, propagandas…

 

Reajuste escalonado

 

A verba subiu 6% a 15 dias da eleição do novo presidente da Câmara, neste ano. Em 2024, haverá outro aumento de 6% e 6,23% para 2025.

 

Gastam sem piedade

 

Outubro foi o mês da gastança, mais de R$57,9 milhões. Fevereiro, mês curto e da posse dos deputados, foram R$47,8 milhões pelo ralo.

 

Mamata sem fim

 

A verba não inclui gastos como moradia. Os deputados moram em belos imóveis funcionais ou podem levar um por fora para bancar o aluguel.

 

J&F de Joesley acusada de má-fé outra vez, a 4ª

 

A dupla Joesley e Wesley Batista e sua holding J&F foram acusados mais uma vez – a quarta – de “litigância de má-fé”, desta vez no âmbito do Supremo Tribunal Federal (STF), em suas constrangedoras tentativas para não entregar o controle da empresa Eldorado Celulose, adquirida pela multinacional Paper Excellence. A mais recente acusação é do procurador Anselmo Lopes, indignado com alegações que considerou mentirosas e até injuriosas ao Ministério Público Federal (MPF).

 

Pode pedir música

 

Foram condenados por litigância de má fé no Tribunal de Justiça de SP, onde em outro processo dois desembargadores deram idêntica sentença.

 

Crimes confessos

 

O procurador Anselmo Lopes pediu inclusive a anulação do acordo de leniência em que essa turma da J&F confessou seus crimes.

 

Fazendo o diabo

 

Na leniência junto ao STF, malas prometeram pagar R$10,3 bilhões a União para evitar punições. Agora fazem o diabo para reduzir o valor.

 

Vanguarda do atraso

 

É de chorar a lista de “movimentos populares e juristas” que tentam impedir a escolha do subprocurador Paulo Gonet para a Procuradoria Geral da República (PGR). Gente menor, tão inexpressiva quanto radical. Querem na PGR alguém que não passe de “pau mandado” do PT.

 

Abuso atrás de abuso

 

Deputados de oposição enviaram um ofício ao STF listando os presos que tiveram soltura pedida pelo Ministério Público e que ainda não foram liberados. “É abuso atrás de abuso”, diz Marcel van Hattem (Novo-RS).

 

Fritura intensa

 

Poucos em Brasília apostam que Jean Paul Prates tenha vida longa no comando da Petrobras. Dois ministros trabalham diuturnamente pela sua demissão: Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira (Minas e Energia).

 

Pessimismo em alta

 

Levantamento do Paraná Pesquisas mostra que o carioca não anda de bom humor com a gestão federal. A desaprovação da administração de Lula subiu 4,5 pontos em oito meses e chegou a 48,3% em novembro.

 

Homem das cavernas

 

Durante entrevista ao podcast do Diário do Poder, o presidente nacional do PP, Ciro Nogueira, criticou a mentalidade atrasada do ministro do Trabalho. Dá a impressão, diz o senador do Piauí, que enquanto esteve fora do poder Luiz Marinho “se escondeu em uma caverna”.

 

Turista inveterado

 

Conhecido por alguns no Piauí como governador turista, Rafael Fonteles (PT), que terça-feira (21) estava na Bélgica, e antes na Croácia, deu outra esticadinha. Desembarcou ontem (22) em Portugal.

 

Pé na estrada

 

Deve sair só em dezembro a votação da PEC que criminaliza a posse de qualquer quantidade de droga. A revoada de parlamentares a Dubai, usando a COP28 como justificativa, deve atrasar o calendário.

 

Desculpas iniciais

 

Paulo Pimenta (Secom) andou dizendo que Javiei Milei deveria “se desculpar” por haver chamado Lula de “ladrão”. Ajudaria muito se, antes, o brasileiro se desculpar por interferir na campanha eleitoral argentina.

 

Pensando bem…

 

…a multa aplicada pela Aneel na Enel é um deboche: vale menos que 1% do lucro da empresa em 2022.

 

Câmara dos Deputados - Reprodução internet

diariodopoder.com.br/coluna-claudio-humberto/camara-dos-deputados-ja-custou-mais-de-meio-bilhao-so-em-2023