Primeiro emprego: projeto oferece 750 vagas para capacitação de jovens no DF; veja como participar

Itapoã recebe R$ 35 milhões em investimentos de infraestrutura
24 de outubro de 2023
Motorista morre ao ter cabeça esmagada por carreta que capotou em Sobradinho, no DF
25 de outubro de 2023
Exibir tudo

Primeiro emprego: projeto oferece 750 vagas para capacitação de jovens no DF; veja como participar

Oportunidades são para pessoas de baixa renda, entre 17 e 22 anos, e que tenham estudado em escola pública. Inscrição gratuita é feita pela internet; aulas começam em janeiro.

 

Por g1 DF

25/10/2023 06h15  Atualizado há 6 horas

 

O Instituto PROA, que prepara jovens para conquistar o primeiro emprego, está com 750 vagas abertas para cursos de capacitação profissional no Distrito Federal. As oportunidades são para pessoas de baixa renda, entre 17 e 22 anos, e que tenham estudado em escola pública.

 

A inscrições estão abertas e deve ser feitas pela pela internet até o dia 15 de janeiro. As aulas da primeira turma começam no dia 29 de janeiro.

 

O curso do PROA tem 100 horas e é dividido em 4 módulos que preparam os alunos para que definam metas profissionais e se saiam bem nas entrevistas de emprego:

 

Estudante sentando em frente a computador — Foto: Katerina Holmes/Pexels

Estudante sentando em frente a computador — Foto: Katerina Holmes/Pexels

 

Autoconhecimento

Projeto profissional

Raciocínio lógico

Comunicação

 

Semanalmente há também encontros ao vivo mediados por tutores. Os jovens podem optar por cursar um 5º módulo com uma trilha técnica específica.

 

São sete carreiras à escolha, patrocinadas por grandes empresas, com 50 horas de preparação para cada:

 

👨‍💻Análise de Dados

🛍️Varejo

💼Administração

🚛Logística

💻UX Design

✔️Promoção de Marcas

💰Educação Financeira

 

Ao final do curso, os participantes recebem certificado de conclusão e acesso a uma plataforma exclusiva de vagas de emprego. O Instituto PROA faz integração com 1,1 mil empresas parceiras que desejam oferecer oportunidades para esses recém-formados, desde doação de cursos até vagas de emprego.

 

“Após a formatura, o time de empregabilidade ainda faz um acompanhamento por 3 anos desses jovens e ajudam no que for necessário”, diz o Instituto PROA.