Mãe de criança que comeu lagartixas oferecidas pela madrasta diz que menino urinou e vomitou líquido preto: ‘Ficou em estado grave’

Oficializada, Arapoanga terá creche, escola, UPA e Restaurante Comunitário
14 de novembro de 2023
Feminicídio: jovem de 20 anos é morta pelo companheiro no DF
16 de novembro de 2023
Exibir tudo

Mãe de criança que comeu lagartixas oferecidas pela madrasta diz que menino urinou e vomitou líquido preto: ‘Ficou em estado grave’

Menino teve infecção intestinal. Segundo a mãe dele, madrasta preparou cerca de cinco dos animais, de diferentes espécies, e insistiu para ele comer.

 

Por Thauany Melo, g1 Goiás

15/11/2023 11h20  Atualizado há 7 horas

 

A mãe do menino de 11 anos que comeu lagartixas oferecidas pela madrasta contou que o menino chegou a urinar e vomitar “líquido preto” após ingerir o animal. Ao g1, Raquel de Souza contou que foram preparadas cinco lagartixas de espécies diferentes para o menino comer.

 

O caso aconteceu em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Criança precisou ser hospitalizada. A 2ª DP da região investiga a situação.

“Eu fiquei pasma, sem reação. Não estava conseguindo acreditar na coragem de convencer uma criança a comer isso. Ele disse que avisou que estava com nojo, mas insistiram e ele comeu”, disse a mãe da criança.

 

A situação aconteceu no dia 6 de novembro. Segundo a mãe do menino, ele teve dor de cabeça, sentiu fraqueza, ficou com a língua inchada, teve diarreia, além de ter vomitado e urinado um líquido escuro. A criança ficou internada três dias.

 

“Ele ficou internado em estado grave, já levei ele desfalecido. Ele começou a vomitar um preto e a urina estava saindo preta também, com a cor semelhante a coca-cola”, relembrou a mãe do menino.

 

Menino de 11 anos fica em estado grave após comer lagartixa, em Formosa — Foto: Arquivo pessoal/Raquel de Souza

Menino de 11 anos fica em estado grave após comer lagartixa, em Formosa — Foto: Arquivo pessoal/Raquel de Souza

 

Entenda o caso

 

A mãe do menino contou que a criança foi passar o final de semana na casa do pai e, quando o homem foi trabalhar, a madrasta e a mãe dela contaram histórias sobre já terem comido lagartixas. Em seguida, conveceram o menino a caçar os animais e os prepararam para ele comer.

 

O caso foi registrado na polícia na última sexta-feira (11). Conforme o delegado Paulo Henrique Santos, após consumir o animal a criança passou mal e foi diagnosticada com uma infecção intestinal. “A atual sogra do pai era uma pessoa muito simples, parece que já passou fome no passado e comentou com a criança que antigamente as pessoas comiam aquilo”, explicou o delegado.

 

A polícia deve ouvir a madrasta e a mãe dela nesta semana para prosseguir com a investigação. A criança está sendo medicada e se recupera em casa.