UPA Ceilândia II atende quase 40 pessoas logo após inaugurada

Indígena de 15 anos morre após ser atingido por raio em aldeia, no DF
26 de setembro de 2021
‘Caminho das Escolas’ entrega mais uma obra de asfalto na área rural
26 de setembro de 2021
Exibir tudo

UPA Ceilândia II atende quase 40 pessoas logo após inaugurada

UPA Ceilândia II atende quase 40 pessoas logo após inaugurada

Unidade conta com equipes sempre a postos para receber quem precisa de atendimento emergencial; investimentos foram de R$ 6,6 milhões

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: CHICO NETO

Aberta ao público poucos minutos após ser inaugurada, na sexta-feira (24), a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ceilândia II está em pleno funcionamento e preparada para receber quem precisa de atendimento de emergência. Já nos primeiros minutos após a abertura, os pacientes começaram a ser acolhidos; e, até o momento, 38 pessoas já foram atendidas na unidade.

Localizada na expansão do Setor O, a unidade, que tem capacidade para atender cerca de 4,5 mil pessoas mensalmente, foi a primeira de um pacote de sete UPAs que serão entregues até o fim do ano. O local tem as salas vermelha e amarela, que recebem os pacientes com quadros mais graves.

Edilamar Cardoso Rocha: “Fui muito bem-atendida e estou feliz” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

“Ontem tivemos um caso de suspeita de isquemia mesentérica e fizemos a transferência desse paciente para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC)”, contou o gerente da UPA Ceilândia II, Flávio Amorim. “Primeiro, estabilizamos e melhoramos o quadro de analgesia dele e, depois, transferimos para o HRC”.

A estrutura de Ceilândia recebeu o investimento de aproximadamente, R$ 6,6 milhões repassados pela Secretaria de Saúde (SES), sendo R$ 5,4 milhões em obras, R$ 1,7 milhão em equipamentos e R$ 535,5 mil em mobília.

Bom atendimento

No início da manhã deste sábado (25), a auxiliar de limpeza Edilamar Cardoso Rocha, que procurou a unidade sentindo dores na região da coluna e dos rins, foi prontamente atendida e medicada.

“Eu gostei muito da estrutura e do atendimento, sem contar que é perto de casa e a gente não precisa se deslocar para longe”, disse. “É um lugar tranquilo, fui muito bem-atendida e estou feliz. Agora é tomar a medicação e descobrir se estou com problema nos rins ou na coluna. Vou fazer alguns exames para investigar”.

Na cerimônia de inauguração da UPA Ceilândia II, o governador Ibaneis Rocha destacou que quer entregar a saúde que a população do Distrito Federal merece. O chefe do Executivo local afirmou que vai acelerar a entrega das outras seis UPAS.

O secretário de Saúde lembrou que, com as outras seis UPAs a serem inauguradas, será possível atender 35 mil pessoas, além de gerar empregos para diversos profissionais. A construção das UPAs é de responsabilidade do GDF, e o Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (Iges-DF) administra as unidades.

Funcionamento

A UPA Ceilândia II vai funcionar de forma ininterrupta, todos os dias da semana, durante 24 horas. Atenderá casos de urgências e emergências de clínica médica, como problemas de pressão e febre alta, sintomas respiratórios, desmaio, convulsão, diarreia aguda, infecção do trato urinário, dor abdominal de moderada a aguda e complicações cardiológicas e neurologistas, como infarto e AVC.

Os médicos prestam socorro, prescrevem medicamentos e exames e analisam se é preciso encaminhar os pacientes a um hospital, mantê-los em observação por 24 horas ou dar alta após o atendimento. Todas as novas UPAs também terão sala de ensino, onde os profissionais realizarão treinamentos e cursos de atualização permanentes, fornecidos pela unidade.

Instalada na QNO 21, Área Especial D, a UPA de Ceilândia II começou a ser construída em maio de 2020. Possui uma área de 1,2 mil m2 e conta com dois leitos de atendimento crítico emergencial na Sala Vermelha, seis leitos de observação e um leito de isolamento na Sala Amarela, dez poltronas de medicação/inalação e reidratação na Sala Verde e três consultórios. A unidade possui também uma sala para classificação de risco, estando também equipada para realizar exames laboratoriais de urgência, eletrocardiograma e raios-X.

*Com informações da Secretaria de Saúde