Tragédia familiar: pai matou filho com tiro no peito na frente da nora

Polo de Cinema e Vídeo, em Sobradinho, passa por reforma
27 de julho de 2021
Sancionada lei que cria a universidade distrital
29 de julho de 2021
Exibir tudo

Tragédia familiar: pai matou filho com tiro no peito na frente da nora

A vítima, identificada como Jerzley Guedes, 32 anos, não resistiu aos ferimentos. Ocorrência foi registrada em Ceilândia, nesta madrugada

Nathália Cardim

28/07/2021 10:04,atualizado 28/07/2021 11:05

A esposa de Jerzley Guedes, 32 anos (foto em destaque), assassinado com um tiro no peito pelo pai, 50, na madrugada desta quarta-feira (28/7), presenciou o crime. Segundo informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a mulher será ouvida na 15ª DP (Ceilândia Centro) ainda nesta quarta para prestar esclarecimentos sobre o crime.

De acordo com o delegado-chefe da 15ª DP, Antônio Dimitrov, responsável pela investigação, após ser preso em flagrante, o pai da vítima foi levado para a unidade policial e permaneceu em silêncio.

O crime ocorreu no apartamento em que Jerzley morava com a esposa, na QNN 12, em Ceilândia Sul, por volta da 0h30.

Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) tentou socorrer a vítima, mas o homem não resistiu aos ferimentos.

Polícia Civil investiga caso de pai que matou próprio filho, em Ceilândia, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Segundo informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), uma equipe fazia ronda na região quando foi acionada para a ocorrência de disparo de arma de fogo. Testemunhas disseram aos PMs que o crime ocorreu durante uma discussão. Pai e filho estariam bebendo juntos e, após um desentendimento, teria ocorrido a tragédia.

Há informações de que pouco antes a vítima teria agredido a mulher, e o pai tentou intervir. Assim, começou a briga. No entanto, a PCDF informou que, quando os policiais militares chegaram ao local do crime, a mulher estava transtornada, e eles não tiveram condições de apresentá-la na delegacia para ser ouvida.

Jerzley Guedes, 32 anos, assassinado com um tiro no peito pelo pai

Material cedido ao Metrópoles

Os investigadores informaram que a arma era da própria vítima. Pontuaram também que os policiais vão verificar se a pistola é registrada legalmente.

A polícia apreendeu o armamento. O apartamento passou por perícia. O caso é investigado como homicídio.

Fonte: Metrópoles