Semana do Cerrado terá atividades educativas em trilhas

Planaltina ganha novos equipamentos públicos
31 de agosto de 2021
Hospital de Base faz 61 anos com mais de 1 milhão de atendimentos em 2021
11 de setembro de 2021
Exibir tudo

Semana do Cerrado terá atividades educativas em trilhas

Semana do Cerrado terá atividades educativas em trilhas

Na programação, de 11 a 19 de setembro, os participantes podem escolher entre 30 caminhadas, 7 opções de pedal e 7 de corrida

AGÊNCIA BRASÍLIA * I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

Em defesa do Cerrado, cerca de 500 pessoas participarão entre os dias 11 e 19 de setembro de caminhadas, corridas, remo, passeios de bike e a cavalo, exposições, recepções de parceiros, canicross e oficinas em trilhas que atravessam o Distrito Federal. A iniciativa é da Secretaria de Meio Ambiente do DF, da APA do Planalto Central, do Caminhos do Planalto Central-CPC e seus parceiros.

A programação nas trilhas está sendo organizada de forma voluntária e colaborativa pela rede de parceiros que participam da criação do Sistema Distrital de Trilhas Ecológicas e conta com o apoio do CITinova, projeto multilateral do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) .

Presente em 13 estados brasileiros, o Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo superado apenas pela Amazônia. Ameaçado, o bioma já perdeu mais de 50% da sua cobertura natural  | Foto: Divulgação / Sema

Trata-se de uma ótima oportunidade para conhecer as trilhas ecológicas do DF e a importância do CPC para a conservação do Cerrado. O CPC é o Sistema Distrital de Trilhas Ecológicas (Lei nº 6.892/2021), proposta de conexão do território por trilhas para caminhantes, ciclistas, corredores, etc.Haverá programação por todo o DF, em especial, nas trilhas do CPC, os Arcos Brasília, Cafuringa e União, os Caminhos da Flona, as Ecotrilhas da Serrinha, as Trilhas Cristal Água e outros. Os Arcos do CPC partem de dois pontos de relevante interesse ambiental e histórico, a Pedra Fundamental no Morro do Centenário e a Floresta Nacional de Brasília.

Em defesa do Cerrado, cerca de 500 pessoas participarão entre os dias 11 e 19 de setembro de caminhadas, corridas, remo, passeios de bike e a cavalo, exposições, recepções de parceiros, canicross e oficinas em trilhas que atravessam o Distrito Federal. A iniciativa é da Secretaria de Meio Ambiente do DF, da APA do Planalto Central, do Caminhos do Planalto Central-CPC e seus parceiros.

Na programação, de 11 a 19 de setembro, os participantes podem escolher entre 30 caminhadas, 7 opções de pedal e 7 de corrida. E ainda há alternativas para quem prefere a canoagem no Lago Paranoá, a sinalização botânica na Trilha União, o canicross na Pedra dos Amigos, para quem quer levar seu pet para as trilhas ou degustar queijos e cavalgar no Lago Oeste e Rota do Cavalo. Mais detalhes na programação.Opções

Em função da covid-19, as atividades serão limitadas a 10 (dez) inscritos, buscando evitar aglomerações e atendendo aos protocolos de segurança.

Para facilitar as escolhas de locais, na inscrição as atividades estão distribuídas pelas seguintes regiões: Taguatinga, Gama, Planaltina, Lago Oeste, Sobradinho, Jardim Botânico, Santa Maria, Lago Sul, Lago Norte, Águas Claras, Recanto das Emas, Samambaia, região central de Brasília, Brazlândia, Riacho Fundo.

Presente em 13 estados brasileiros, o Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo superado apenas pela Amazônia. Ameaçado, o bioma já perdeu mais de 50% da sua cobertura natural. “Nas trilhas do CPC as pessoas têm a oportunidade de vivenciar a diversidade e a riqueza ambiental e cultural do DF. O objetivo é mostrar a importância das  Unidades de Conservação e das trilhas na integração de paisagens e para a  educação e a conservação ambiental”, ressaltam os organizadores do movimento.

*Com informações da Sema