Polícia vai investigar se fuzil de PM baleado falhou durante tiroteio

Motociclista e pedestre morrem em acidente na BR-020, no DF
8 de novembro de 2021
Veja como votaram as bancadas no segundo turno da PEC dos Precatórios
10 de novembro de 2021
Exibir tudo

Polícia vai investigar se fuzil de PM baleado falhou durante tiroteio

Polícia vai investigar se fuzil de PM baleado falhou durante tiroteio

O armamento foi apreendido e passará por perícia no Instituto de Criminalística (IC). Um criminoso morreu na troca de tiros

Mirelle Pinheiro

Carlos Carone

09/11/2021 9:36,atualizado 09/11/2021 9:36

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) vai apurar se o fuzil IA2 usado pelo sargento da Polícia Militar baleado no rosto apresentou defeito durante a troca de tiros registrada na noite desta segunda-feira (8/11), no Riacho Fundo 2. O armamento foi apreendido e passará por perícia no Instituto de Criminalística (IC). Um criminoso morreu durante o conflito.

Informações que circulam em grupos policiais indicam que a arma usada pelo militar pode ter travado. “Ainda existe o registro de segurança, que, se não for destravado completamente, a carabina não efetua o disparo. Falta de manutenção trava armamento, maioria não limpa nem a pistola, que dirá um fuzil”, disse um dos PMs.

Em áudio enviado a amigos, o sargento conta que passará por uma cirurgia de reconstrução de face. Ele teve a boca, o ombro e a perna atingidos pelos disparos.

“Senhores eu tô bem, só não posso conversar muito”, começa. “Obrigado a todos pelas orações, graças a Deus, os tiros foram todos de raspão, nenhuma bala alojada”, tranquiliza Wesley. “Só esse mesmo que machucou a boca, mas tudo certo. De repente, saio até mais bonitinho de lá“, brincou o policial.

Entenda

Segundo a Polícia Militar (PMDF), o tiroteio começou após uma equipe do Gtop averiguar a denúncia de que uma casa funcionava como ponto de tráfico de drogas. Assim que os PMs chegarem ao local, o bandido atirou e atingiu o sargento.

O policial vítima do disparo, após ser estabilizado, seguiu para cirurgia em um hospital do DF.

O traficante acabou morto durante o confronto. O criminoso era Francisco Borges da Silva Filho, segundo informações da PMDF. De acordo com a PM e com a PCDF, o bandido não tinha passagem.

Materiais apreendidos em casa na QN 14 do Riacho Fundo, no DF — Foto: Reprodução

Materiais apreendidos em casa na QN 14 do Riacho Fundo, no DF — Foto: Reprodução