Planaltina lança a 1ª Feira Nacional da Uva e Vinho de Brasília

Primeira paróquia do Núcleo Bandeirante completa 64 anos
17 de julho de 2021
Ciclista de 20 anos morre após ser atropelado e motorista fugir do local
18 de julho de 2021
Exibir tudo

Planaltina lança a 1ª Feira Nacional da Uva e Vinho de Brasília

Iniciativa agrega empreendedores rurais no DF, do enoturismo à gastronomia, cultura e artesanato. Objetivo é projetar a região no cenário nacional

AGÊNCIA BRASÍLIA* | EDIÇÃO: RENATA LU

Planaltina será capital do vinho nos próximos dias 30 de julho a 8 de agosto. Foi lançada, na sexta (16), a 1ª Feira Nacional da Uva e do Vinho de Brasília, que vai acontecer no Parque de Exposição daquela cidade. Será um circuito com cerca de 44 produtores locais de uva e vinho, vinícolas nacionais e internacionais, que vai apresentar o melhor da gastronomia, artesanato e cultura do Distrito Federal e Goiás e ter no turismo o elo central.

A feira está sendo desenvolvida, planejada e programada há mais de três anos junto aos produtores locais e nacionais | Foto: Divulgação/Setur

 

A primeira edição da feira pretende, também, estabelecer a região no setor das promoções do enoturismo, em âmbito nacional. “O enoturismo é um segmento que possui um alto valor agregado, não só pelo produto em si, mas por toda a cadeia turística que contempla”, disse a secretária de Turismo do DF (Setur-DF), Vanessa Mendonça. A Setur tem trabalhado fortemente junto com a SFA-DF/Mapa para estruturar, qualificar e promover o segmento no DF. As regiões de Planaltina, Sobradinho, Fercal e Programa de Assentamento Dirigido do DF (PAD-DF) possuem vitivinicultores que estão se especializando na produção de vinhos de alta qualidade. “A organização de feiras e exposições são instrumentos eficazes para dar visibilidade ao segmento”, completou a secretária.

“O enoturismo é um segmento que possui um alto valor agregado, não só pelo produto em si, mas por toda a cadeia turística que contempla. A organização de feiras e exposições são instrumentos eficazes para dar visibilidade ao segmento” Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

O lançamento contou com a presença da secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça; do Superintendente Federal de Agricultura do DF (SFA-DF/Mapa), William Barbosa; do diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira; do secretário de Agricultura do DF, Cândido Teles; do presidente do SLU, Silvio Morais; do organizador da feira, empresário Marcelo Silva; dos administradores de Planaltina e Brazlândia, Célio Rodrigues e Coronel Jesiel Rosa, respectivamente; e do presidente da Associação Brasileira de Sommeliers do DF (ABS/DF), Sérgio Venâncio Pires, dentre outras autoridades.

Posicionamento

“Esta 1ª Feira Nacional da Uva e do Vinho de Brasília é a largada para estabelecer um segmento que está se posicionando no mercado nacional. Em cinco anos estaremos contemplando um outro patamar para a produção brasiliense. E isso vale tanto para os vinhos coloniais feitos a partir das uvas americanas quanto para a cada vez mais crescente produção de vinhos finos. Nesse sentido, o turismo será a ponta de lança para harmonizar a gastronomia, a cultura e o artesanato de Brasília que vêm agregar valores a esse empreendimento vitivinícola regional. E a feira vai fixar um calendário nacional aqui no DF”, afirmou a secretária Vanessa Mendonça. Ela também foi escolhida pelos produtores de uva, empresários do agronegócio e administradores das regiões administrativas de Planaltina e Brazlândia como a “Embaixadora da Uva e do Vinho do DF”.

Para Vanessa Mendonça, o título concedido pela Associação Cresce, uma das organizadoras da feira e pela Associação Brasileira de Sommeliers do DF reconhece o trabalho realizado pela Setur-DF em prol do desenvolvimento do enoturismo e aumenta a responsabilidade da secretaria com o segmento. O superintendente nacional de Agricultura, William Barbosa, afirmou que “a feira vem para ser um case de sucesso, deixar um legado local e nacional e trazer Planaltina para o centro de um novo mercado”.

O presidente da ABS/DF, Sérgio Venâncio Pires, informou que a entidade já vem mapeando o crescimento da produção de uva e de vinhos finos, na região. “Quero ver daqui a cinco anos quando lembrarmos desse momento e constatarmos que o vinho produzido no DF será consumido por todos”, disse o sommelier.

O Deputado Claudio Abrantes também acredita que Brasília está entrando definitivamente no mercado nacional da uva e do vinho. “No ano que vem estaremos aqui não mais festejando uma iniciativa, mas uma realidade. O vinho do Cerrado será de extrema qualidade. Tenho convicção disso”, considerou.

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, foi escolhida pelos produtores de uva, empresários do agronegócio e administradores das regiões administrativas de Planaltina e Brazlândia como a “Embaixadora da Uva e do Vinho do DF| Foto: Divulgação/Setur

 

Produção e desenvolvimento

“A nova fronteira agrícola está no Cerrado. Chegou com a soja e agora vem a uva. Eu acredito na agricultura e no produtor rural. A agricultura sustenta o Brasil. A solução está no campo” Cândido Teles, secretário de Agricultura do DF

Cândido Teles, secretário de Agricultura do DF, disse que a produção de uvas na região está acima da média nacional. Enquanto no país um hectare plantado produz 19 toneladas de uvas, o DF consegue 22 toneladas: “A nova fronteira agrícola está no Cerrado. Chegou com a soja e agora vem a uva. Eu acredito na agricultura e no produtor rural. A agricultura sustenta o Brasil. A solução está no campo”, declarou o secretário.

O desempenho na produção da uva contribui para o desenvolvimento local. O anfitrião da cerimônia, ocorrida na Casa da Uva, Rodrigo Zimermman, declarou que “Planaltina produz uva há mais de 20 anos, abastecendo grandes supermercados no DF. Agora nos especializamos em suco de uva e, assim como produzimos vinho em Santa Catarina, vamos fazer aqui”.

O superintendente de negócios do Sicoob, Rodolfo Tomazini, anunciou uma parceria com a feira. O banco vai patrocinar serviços de consultoria e dará apoio financeiro aos produtores de uva.

Feira e turismo

“O turismo passava ao largo da nossa realidade. O atual governo do Distrito Federal, através da Secretaria de Turismo, está mostrando o patrimônio histórico e cultural da nossa região administrativa. As pessoas começaram a entender o que é o turismo, que gera emprego e renda. Temos a missão de cuidar da cidade e valorizar o turismo rural e o enoturismo”, declarou o administrador Célio Rodrigues.

A feira está sendo desenvolvida, planejada e programada há mais de três anos junto aos produtores locais e nacionais. O presidente da Associação Crescer, uma das entidades organizadoras da feira, disse que “promoções como esta vão ajudar muito os produtores rurais”.

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, destacou que a realização da 1ª Feira da Uva e do Vinho em Planaltina culmina com uma série de ações da instituição que visam estruturar o turismo local e resgatar uma dívida histórica que o Distrito Federal tem com a cidade.

1ª Feira Nacional da Uva e do Vinho de Brasília,  acontecerá  em Planaltina, nos dias 30 e 31/07 e 01, 06, 07 e 08/08, no Parque de Exposição de Planaltina, ao lado na UnB.

*Com informações da Secretaria de Turismo