Mulher é morta a facadas após discutir com homem que passou mão na perna dela, em bar no DF

Mulher morre após ser atropelada no DF; motorista fugiu sem prestar socorro
4 de julho de 2021
Homem é preso suspeito de matar a ex-mulher por ciúme em Cristalina
5 de julho de 2021
Exibir tudo

Mulher é morta a facadas após discutir com homem que passou mão na perna dela, em bar no DF

Crime ocorreu no Gama, no domingo (4). Segundo testemunhas, suspeito já tinha assediado outras mulheres no local; ele foi preso.

Por Sthefanny Loredo, TV Globo

05/07/2021 12h02  Atualizado há uma hora

 

Uma mulher de 32 anos foi morta a facadas, na noite de domingo (4), em um bar na quadra 4 do Setor Sul do Gama, no Distrito Federal. Segundo as investigações, a vítima foi atacada por um homem de 20 anos, após reclamar que ele havia passado a mão na perna dela.

O suspeito foi preso em flagrante por policiais militares e o caso é investigado pela 20ª Delegacia de Polícia, no Gama. Aos agentes, testemunhas disseram que, antes do assassinato, o rapaz já tinha assediado outras mulheres no bar.

 

De acordo com a Polícia Civil, uma das mulheres assediadas relatou que estava com o namorado, quando o agressor a chamou para dançar. Ela negou, mas o homem insistiu.

Nesse momento, um amigo da mulher discutiu com o suspeito, que deixou o estabelecimento, mas fez ameaças e disse que voltaria ao local. Um amigo dele, armado, também estava no bar e os dois saíram juntos em um carro

Ainda segundo as testemunhas, mais tarde, o homem voltou ao bar com o amigo e duas mulheres. Em seguida, teria passado a mão na perna da mulher assassinada. Ela reclamou e tentou jogar uma cadeira no agressor, que a atacou com facadas.

 

Na sequência, o homem e o amigo fugiram novamente em um carro, mas retornaram ao bar minutos depois, quando o suspeito foi preso.

Em depoimento à Policia Civil, ele contou que buscou a faca na primeira vez que saiu do bar. O homem disse que desferiu golpes no ar e, só depois, percebeu que tinha atingido a mulher. Ele deve responder por homicídio.

Fachada da 20ª Delegacia de Polícia (Gama) do Distrito Federal, — Foto: TV Globo/Reprodução

Fachada da 20ª Delegacia de Polícia (Gama) do Distrito Federal, — Foto: TV Globo/Reprodução