Incêndio atinge reserva do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Batida entre ônibus e carro deixa mortos e feridos na MGC-122, em Francisco Sá
21 de setembro de 2021
PF investiga desvios de verbas públicas destinadas a pesquisas científicas em Brasília
21 de setembro de 2021
Exibir tudo

Incêndio atinge reserva do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Incêndio atinge reserva do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Apesar do avanço, coordenador do ICMBio mostrou que chamas estão longe da área de visitação. Bombeiros, brigadistas e voluntários combatem fogo na região há nove dias.

Por Vanessa Martins e Danilo Moreira, G1 GO e TV Anhanguera

21/09/2021 12h12  Atualizado há 6 horas

Incêndio que atinge parte da vegetação na Chapada dos Veadeiros chegou ao Parque Nacional da região. Segundo o coordenador de prevenção e combate a incêndios do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio), João Morita, apesar de ter avançado, o fogo está bem distante da área de visitação.

“A área de visitação é bem restrita e fica no sul do parque. O foco de incêndio na Ponte de Pedra está a 40 km de distância dessa área. Já o foco que veio da Fazenda Cascata está a 60 km, então dificilmente chega lá”, explicou.

A assessoria do ICMBio informou que, por causa da distância entre os focos de incêndio e o local de visitação, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros segue aberto nesta terça-feira (21).

Incêndio destrói parte da Chapada dos Veadeiros em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Incêndio destrói parte da Chapada dos Veadeiros em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Segundo o coordenador de prevenção e combate a incêndios do ICMBio, o fogo chegou à reserva na noite de segunda-feira (20) e por dois pontos diferentes.

“Um deles chegou pela Ponte de Pedra e subiu o morro. Como é uma região de muitas pedras, ele caminha mais lentamente. Esse [foco de incêndio] que chegou pela Fazenda Cascata caminha mais rápido, porque pega uma região que tem mais capim”, detalhou.

Por causa da diferença nos focos, João disse que os esforços estão mais concentrados no segundo foco, mas que ambos estão sendo combatidos.

Reforço

Segundo o ICMBio, há mais 50 brigadistas do Instituto a caminho da Chapada dos Veadeiros para ajudar no combate ao incêndio. Os reforços vêm do Rio de Janeiro e de Rondônia.

O incêndio começou no último dia 12 de setembro e está sendo combatido há nove dias. Segundo a estimativa mais recente do Corpo de Bombeiros, divulgada no domingo (19), foram queimados 18 mil hectares de vegetação.

Bombeiros combatendo incêndio na Chapada dos Veadeiros — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Bombeiros combatendo incêndio na Chapada dos Veadeiros — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Investigação

Capitão da corporação, Luiz Antônio Dias Araújo disse que acredita que o fogo é resultado de uma ação criminosa na região e que deve ser investigada pela Polícia Civil.

“Há ação de incendiários aqui na região. Hoje a gente tem essa convicção de que há alguém colocando fogo de forma criminosa às margens das rodovias”, disse.

Na área que está queimando, um fazendeiro já relatou prejuízo de R$ 1,5 milhão por não conseguir controlar as chamas que chegaram à sua lavoura de milho.

“Um prejuízo imenso, foi tudo para o chão. Foi uma perda de 12 mil sacas de milho”, relatou o produtor rural Cleoni Gomes.

Combate a incêndio na Chapada dos Veadeiros — Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

Bombeiros combatendo incêndio na Chapada dos Veadeiros — Foto: Reprodução/TV Anhanguera