Homem que empurrava bicicleta morre após ser atropelado por idoso que dirigia bêbado em Goiânia, diz polícia

Covid-19: DF chega a 2,1 milhões de vacinados com primeira dose
27 de setembro de 2021
Governo Bolsonaro completa mil dias de entregas para o povo brasileiro
28 de setembro de 2021
Exibir tudo

Homem que empurrava bicicleta morre após ser atropelado por idoso que dirigia bêbado em Goiânia, diz polícia

Homem que empurrava bicicleta morre após ser atropelado por idoso que dirigia bêbado em Goiânia, diz polícia

Bafômetro indicou 0,23 mg de álcool por litro de ar expelido, abaixo do limite previsto em lei para levá-lo à prisão, mas foi multado. Ele é suspeito de homicídio culposo e responde em liberdade.

Por Vanessa Martins, g1 Goiás

27/09/2021 07h39  Atualizado há 11 horas

Um homem morreu após ser atropelado enquanto caminhava por uma rua empurrando uma bicicleta, no setor Jardim Novo Planalto, em Goiânia. A Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict) informou que o motorista, um idoso de 77 anos, estava bêbado enquanto dirigia o veículo que passou por cima da vítima, mas não o suficiente para ser preso.

O teste do bafômetro que o motorista fez apontou 0,23 mg de álcool por litro de ar expelido, abaixo do limite estabelecido por lei para levá-lo à prisão – que é de 0,3 mg/L. Portanto, ele foi multado e é considerado suspeito do homicídio culposo.

Motorista idoso que dirigia bêbado é suspeito de matar homem que andava empurrando bicicleta em Goiânia — Foto: Reprodução/Dict

Motorista idoso que dirigia bêbado é suspeito de matar homem que andava empurrando bicicleta em Goiânia — Foto: Reprodução/Dict

 

O acidente aconteceu no final da manhã de domingo (26), na rua VM-4B, esquina com a rua VM-3D. A Dict apurou que o carro trafegava em um sentido e o homem empurrando a bicicleta na direção oposta.

Os policiais ouviram de pessoas que estavam no local na hora do acidente que o motorista acelerou, parece ter perdido o controle do carro e atingiu a vítima. O carro foi parar do outro lado da rua, quase batendo em um ponto de ônibus.

Ainda segundo a Dict, a vítima do atropelamento chegou a ser socorrida com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Cais Cândida de Morais, onde acabou morrendo.

Também de acordo com a Dict, quando a equipe da Delegacia chegou ao local, o motorista também tinha sido levado a uma unidade de saúde, mas voltou ao ponto do atropelamento, atendendo a pedido da Polícia Civil, após receber alta.

A corporação deve investigar o caso para apurar a responsabilidade de cada um no acidente.