Homem mata casal e fere jovem por acreditar que eles transmitiram Covid para seu pai e irmão que morreram da doença

Operação faz busca e apreensão na Câmara de Formosa contra esquema que contratava apadrinhados de políticos
16 de agosto de 2021
Motorista de 25 anos morre em acidente entre dois carros no Lago Sul, no DF
18 de agosto de 2021
Exibir tudo

Homem mata casal e fere jovem por acreditar que eles transmitiram Covid para seu pai e irmão que morreram da doença

Homem mata casal e fere jovem por acreditar que eles transmitiram Covid para seu pai e irmão que morreram da doença

Eles foram baleados no galpão onde trabalhavam, em Itumbiara. Sobrevivente contou à polícia que família era ameaçada pelo suspeito, que atirou pelo menos 19 vezes.

Por Guilherme Rodrigues, G1 GO

17/08/2021 17h46  Atualizado há 28 minutos

 

Um é suspeito de ter matado um casal e ferir um jovem, na manhã desta terça-feira (17), por acreditar que eles transmitiram Covid-19 ao pai e irmão dele, que morreram vítima da doença, em Itumbiara, no sul de Goiás. O sobrevivente disse ao delegado Felipe Sala, responsável pelo caso, que a família já estava sendo ameaçada pelo suspeito, que atirou pelo menos 19 vezes.

“O sobrevivente disse que a família estava sofrendo ameaças de morte, pois era acusada de ter transmitido coronavírus para a família do atirador e que ele estaria ali para vingar a morte do pai e irmão, que foram vítimas da Covid-19”, disse o delegado.

Galpão onde família trabalhava e crime aconteceu, em Itumbiara, Goiás — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Casal morto por homem que acreditava que os dois transmitiram Covid para seu pai e irmão que morreram da doença, em Itumbiara, Goiás — Foto: Reprodução/Facebook

O caso aconteceu em um galpão onde a família trabalhava na cidade. O delegado disse que Flanklaber Silva e Silva, de 40 anos, morreu no local após ser baleado na cabeça e no ombro.

A esposa dele, Marilia Silva e Silva, de 37 anos, foi alvejada diversas vezes, sendo que um dos disparos atingiu o rosto dela. Conforme a corporação, ela foi socorrida com vida, mas morreu a caminho do hospital.

 

O jovem que sobreviveu, de 21 anos, é filho do homem e enteado da mulher que morreram. Conforme a polícia, ele foi atingido com um tiro na perna e levado ao hospital da cidade. O G1 tenta contato com a unidade para verificar o estado de saúde dele.

O delegado informou que o suspeito não havia sido localizado e preso até as 17h desta terça-feira. O caso segue sendo investigado pela corporação.