Arena BSB fecha naming rights por R$ 7,5 milhões e Mané Garrincha ganha nome comercial: Arena BRB

Após reformar a W3 Sul, GDF mira novas obras no lado norte da avenida
21 de dezembro de 2021
Ônibus cai em ribanceira e deixa 5 mortos e 50 feridos em Goiás
24 de dezembro de 2021
Exibir tudo

Arena BSB fecha naming rights por R$ 7,5 milhões e Mané Garrincha ganha nome comercial: Arena BRB

Arena BSB fecha naming rights por R$ 7,5 milhões e Mané Garrincha ganha nome comercial: Arena BRB

Publicado em 16/12/2021 – 10:49 Marcos Paulo LimaEsporte

 

O Estádio Nacional Mané Garrincha começará 2022 com um nome comercial. Vai se chamar Arena BRB por três anos. O blog apurou que o contrato de naming rights foi assinado na noite de quarta-feira para o triênio de 2022 a 2024 com possibilidade de prorrogação. O acordo foi selado por R$ 2,5 milhões por ano, totalizando R$ 7,5 milhões. As partes não confirmam, mas o anúncio oficial deve ser feito ainda hoje (leia atualização no fim deste post). A tendência do acordo havia sido projetada em um post no ano passado.

O blog apurou que Manoel Francisco dos Santos, o Mané Garrincha (1933-1983), não terá seu nome tirado do estádio. O maior ídolo da história do Botafogo e protagonista de dois dos três títulos mundiais da Seleção Brasileira continuará com seus nome vinculado a principal arena do Distrito Federal, A tendência é de que a Arena BSB, responsável pela gestão desde 2019, chame-o de Arena BRB Mané Garrincha. No governo de Agnelo Queiroz, houve protestos quando a possibilidade de tirar o nome Mané Garrincha começou a ser ventilada.

A expectativa é de que a primeira partida de grande visibilidade do estádio com nome comercial seja do Campeonato Carioca ou Paulista. Há negociações em andamento, principalmente, para que partidas do Rio de Janeiro venham para Brasília no período em que o gramado do Maracanã passa por reformas. A arena também receberá, a partir de janeiro, o Candangão.

Como o blog publicou nas curtas de ontem, a Supercopa do Brasil, em 20 de fevereiro, está praticamente certa, inclusive com presença de público. Há um acordo entre GDF, Arena BSB e a CBF para que o evento seja realizado na capital do país por cinco anos, ou seja, de 2019 a 2024.

Em 2022, a final da Supercopa será entre Atlético-MG e Flamengo. Como o Galo arrematou os dois principais títulos do país, a outra vaga fica com o time rubro-negro, vice-campeão da Série A, de acordo com o regulamento específico da competição da entidade máxima do futebol brasileiro.

Ao vender os direitos do nome do estádio, a Arena BSB adere definitivamente os modelos norte-americano e europeu de negócio. Concessionárias e outros clubes brasileiros também aderiram. A casa do Palmeiras chama-se Allianz Parque. A do Corinthians, Neo Química Arena. Em construção, o novo endereço do Atlético-MG será Arena MRV. A Fonte Nova é Arena Itaipava.

Um dos trunfos na negociação foi o fato de as empresas de comunicação detentoras dos grandes eventos de futebol do país terem passado a dizer o nome comercial das arenas nas transmissões. Especialistas apontam que isso passou a ser um facilitador para o sucesso das negociações. O BRB havia adquirido os direitos do Ginásio Nilson Nelson no Novo Basquete Brasil (NBB), gostou e replicou o negócio no Mané Garrincha.

*Atualização: Ao contrário do que foi publicado originalmente aqui no blog, o valor por ano de contrato é de R$ 2,5 milhões, totalizando R$ 7,5 milhões, e não R$ 3,5 milhões para um montante de R$ 10,5 milhões. Como antecipou mais cedo o post, o BRB confirmou a compra dos naming rights do Mané Garrincha em nota à imprensa na tarde desta quinta-feira.

 

Siga no Twitter: @marcospaulolima

Siga no Instagram: @marcospaulolimadf

 

MANÉ GARRINCHA TAMBÉM SERÁ CHAMADO DE ARENA BRB POR TRÊS ANOS. FOTO: ED ALVES/CB.DA PRESS

 

Veja mais notícias da região no O Diário do Planalto

O novo portal de noticias do Distrito FederalRegião Norte do DF e Entorno

Fonte: blogs.correiobraziliense.com.br