Áreas rurais vão receber as primeiras creches

Acidente entre caminhonetes e caminhão deixa um morto em São Sebastião
18 de maio de 2021
Adolescente de 15 anos morre ao colidir moto com caminhão no DF
20 de maio de 2021
Exibir tudo

Áreas rurais vão receber as primeiras creches

Governo já definiu os terrenos e vai licitar obras de adaptação; iniciativa, com recursos de R$ 1 milhão, vai beneficiar mais de mil famílias

FLÁVIO BOTELHO, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: CHICO NETO

 

Comunidades rurais do DF estão mais próximas da realização de um antigo sonho: a implantação de creches. Em um esforço conjunto de diversas pastas e instituições, o Governo do Distrito Federal (GDF) vai investir aproximadamente R$ 1 milhão para promover esse importante apoio à agricultura familiar nos núcleos Jardim II, do Paranoá, e nos de São José, Pipiripau e Taquara, em Planaltina.

Pioneiro na história do DF, o projeto vai beneficiar mais de mil famílias que moram nas quatro localidades. As creches do Jardim II, São José e Pipiripau já estão com a verba garantida e previsão de iniciar as obras ainda este ano, enquanto a da Taquara está prevista para 2022.

O Núcleo Rural Jardim II será um dos locais beneficiados | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

 

Moradora do Núcleo Rural Jardim II há mais de 50 anos, Ângela Maria da Natividade Ribeiro conhece como ninguém a importância que a creche vai ter para a sua comunidade.

Ela é servidora pública e foi diretora do Centro de Ensino Fundamental (CEF) Jardim II durante seis anos.

Além da função educacional, a creche vai ajudar no fortalecimento socioeconômico das famílias.

“Quanto eu tinha que trabalhar fora, deixei muitas vezes meus filhos com a minha sogra”, lembra Ângela. “Às vezes tinha que pagar alguém, e houve época em que contei com a ajuda de vizinhos. Eu passei muito por isso, entendo a dificuldade das pessoas. Esse pessoal merece uma creche para melhorar a condição de vida.”

Trabalho conjunto

A implantação das creches está sendo desenvolvida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater), que, juntamente com a Secretaria de Agricultura (Seagri), mapeia a região agrícola do DF para expandir ainda mais o projeto. Quando ativas, as creches ficarão sob a gestão da Secretaria de Educação (SEE).

A presidente da Emater, Denise Fonseca, destaca que o projeto chega até as comunidades rurais visando ser um grande parceiro para as famílias de agricultores. “Vai melhorar a segurança das crianças”, lembra. “Já colhemos muitos relatos de acidentes nas plantações. A criança da área rural precisa ter o mesmo tratamento que a criança da área urbana”.

A Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) cedeu os terrenos onde funcionarão as creches. A licitação para adequação dos prédios e a consequente implantação das unidades ficará a cargo da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e deve ser lançada nos próximos dias.

O governador Ibaneis Rocha enfatiza a importância das emendas parlamentares na gestão do orçamento distrital. “Quero agradecer a todos os parlamentares que têm ajudado o governo com a destinação de recursos para viabilizarmos as obras para nossa população”, afirma. Para a construção das creches, os deputados distritais João Cardoso, Martins Machado e Júlia Lucy, que destinaram R$ 350 mil, cada um, em emendas.