Romeu Zema anuncia construção de ponte sobre o rio São Francisco, no Norte de Minas

Suspeita de aplicar golpes com falsa transferência PIX é presa após ser encontrada enrolada dentro de colchão
24 de junho de 2021
Asfalto na DF-285 para escoar produção de grãos
25 de junho de 2021
Exibir tudo

Romeu Zema anuncia construção de ponte sobre o rio São Francisco, no Norte de Minas

Obra no município de mesmo nome e recuperação de estradas será feitas com recursos do termo de reparação de Brumadinho

 

O governador Romeu Zema anunciou nesta sexta-feira (18/6) a construção da ponte sobre o rio São Francisco, no município de mesmo nome e em Pintópolis, uma demanda antiga da população. A obra será viabilizada por meio dos recursos do Termo de Medidas de Reparação assinado em fevereiro com a Vale devido ao rompimento da barragem em Brumadinho. Outras ações importantes para o Norte de Minas também estão previstas, incluindo obras em estradas, que totalizarão R$ 257 milhões em investimentos e geração de cerca de 4.800 empregos diretos e indiretos para a região.

“Esta ponte terá um impacto positivo aqui tanto para São Francisco e Brasília de Minas quanto para Pintópolis e Urucuia, que estão do outro lado. Essa região é a nova fronteira agrícola de Minas e do Brasil e nós precisamos de uma infraestrutura fortalecida para que o produtor rural que já está lá consiga ter preços competitivos e para que muitos outros cheguem por ver que aqui é uma região que pode e tem condições de ter a produção escoada com competitividade. Essa ponte é um desejo antigo e eu vou ter o privilégio de dar em breve o pontapé inicial nessa obra que vai mudar a realidade da região”, afirmou o governador.

Gil Leonardi / Imprensa MG

 

A ponte será construída na MG-402, no trecho Pintópolis a São Francisco. O valor estimado é de R$ 126 milhões. A intervenção está prevista para iniciar em agosto deste ano e depende da aprovação do projeto de lei que trata dos recursos do termo de reparação em tramitação na Assembleia Legislativa de Minas.

Ainda no setor de infraestrutura, a MG-402 será pavimentada entre Pintópolis e Urucuia, um trecho de 73,1 quilômetros no valor de R$ 60,7 milhões. A obra está em licitação e é um importante acesso à ponte sobre o rio São Francisco.

Estas intervenções irão impactar diretamente os 16 municípios da microrregião Brasília de Minas/São Francisco, cuja população estimada é de 233.905 habitantes, correspondentes a 1,10% de toda população do estado de Minas Gerais.

Também está prevista a recuperação de pavimento da MG-401, entre Matias Cardoso e o início do perímetro urbano de Janaúba, no valor de R$ 56 milhões; e da LMG-633, no entroncamento da MG-401 e Mocambinho, por R$ 14 milhões. A previsão de início das duas obras é novembro de 2021. Ambas estão com projeto em elaboração.

Recursos garantidos

O secretário adjunto de Planejamento e Gestão, Luis Otávio, ressaltou a importância da obra para a região.

“O investimento na região, com a construção da ponte e a pavimentação e recuperação das estradas, é uma demanda histórica da população. O objetivo é a geração de empregos e desenvolvimento econômico, que é a grande demanda da região há muitos anos. A vantagem é que o recurso está garantido e a ordem de serviço é ainda neste ano”, afirmou Luís Otávio.

O prefeito de São Francisco, Paulo Miguel, falou sobre a expectativa de, enfim, acompanhar a obra tão esperada saindo do papel.

“Estou como todo são franciscano, como todos os moradores dos municípios vizinhos da nossa região, com a expectativa e fé de que esta obra seja concretizada para que o desenvolvimento chegue até nós e possamos, juntos, comemorar e gerar empregos para a nossa população”, afirmou.

Acompanharam o governador na cerimônia o senador Carlos Viana, os deputados federais Marcelo Aro, Fred Costa e Paulo Guedes, os deputados estaduais Gil Pereira, Arlen Santiago, Tadeuzinho e Zé Reis, além dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, o diretor-presidente do Idene, Nilson Borges, prefeitos, vereadores e demais lideranças da região.

imagem de destaque

Gil Leonardi / Imprensa MG

Seca

Para amenizar a situação da seca na região Norte de Minas e Vales do Jequitinhonha e Mucuri, o presente termo de reparação também prevê ações de fortalecimento da Defesa Civil, como o projeto “Convivendo com a Seca”. A iniciativa contempla a aquisição de cisternas para a região do semiárido mineiro, visando oferecer melhor preservação de água potável para uso das comunidades que ali existem.

Nesse mesmo viés, está prevista, para os próximos dias, a publicação de edital de chamamento público para que os municípios mineiros possam estruturar as suas Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa civil (Compdecs). Tratam-se de kits básicos de proteção e defesa civil, contendo, cada qual, uma viatura 4×4, cinco coletes de defesa civil, um notebook e uma trena digital. Os municípios de São Francisco e região poderão se beneficiar do projeto, desde que atendam os critérios especificados no mencionado edital, a ser lançado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), observados os parâmetros de seleção e classificação indicados.

O chefe do Gabinete Militar do Governador (GMG) e coordenador estadual da Defesa Civil, coronel Osvaldo de Souza Marques, afirmou que fornecer água é garantir dignidade à população do Norte e Nordeste mineiro.

“Estamos realizando medidas paliativas e outras sustentáveis, com o fornecimento de água potável para que estas comunidades possam desenvolver a sua subsistência no local sem realizar o êxodo rural, gerando para o próprio município renda e conseguindo manter o mais importante, que é a dignidade”, afirmou o coronel.

A Defesa Civil Estadual também está realizando, em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), ajuda humanitária para os municípios afetados pela seca. São, atualmente, 3000 cestas básicas destinadas aos municípios do Norte de Minas.

O Transporte e Distribuição de Água Potável (TDAP) também vem sendo executado, com 76 municípios atendidos e outros 33 em atendimento. Foram liberados R$ 7 milhões em recursos destinados ao Governo de Minas pela União, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional e a Secretária Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Outras ações

Na área de segurança, existe a previsão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) de implementação do sistema de comunicação crítica para monitoramento das áreas de risco no 4º COB em Montes Claros. O projeto pretende garantir segurança e eficiência nas comunicações operacionais, na atuação das missões críticas na região.

Há ainda a implantação do Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis) para a identificação civil e criminal em todo o estado e emissão de carteiras de identidade.

Além disso, para melhor atendimento ao produtor rural e desenvolvimento do agronegócio mineiro, o projeto “Fortalecimento da estrutura e dos processos do Instituto Mineiro de Agropecuária”.

Produção

Ainda em São Francisco, Zema também se reuniu com representantes do setor produtivo para ouvir as demandas e apresentar os projetos desenvolvidos pelo governo para desburocratizar e criar um ambiente de negócios propício para novos investimentos, com geração de emprego e renda para os mineiros.

O anúncio das obras também animou os empresários, que terão mais agilidade no escoamento de seus produtos. É o caso, por exemplo, do Aderilson Almeida, que possui uma empresa de laticínios no município de São Francisco e enfrenta obstáculos para entregar as encomendas.

“Esta ponte que vai ligar a nossa cidade à Pintópolis vai ser muito benéfica para escoar a produção de São Francisco e, logicamente, vir produtos de fora. Isto vai facilitar, baixar o custo do frete, a logística e mesmo a produção local, além da facilidade dos ribeirinhos de se locomoverem atravessando o rio”, afirmou.

Outras ações importantes também estão previstas, com geração de empregos para a região

Fonte: agenciaminas.mg.gov.br